keyboard_backspace

Página Inicial

Política

A corrida pela presidência da Câmara de Deputados

Leia na Coluna Esplanada de hoje direto de Brasília

X

Plano Maia

As dissidências de deputados na corrida pela presidência da Câmara fragilizam o plano de Rodrigo Maia (DEM-RJ) de construção de uma frente suprapartidária para a disputa à Presidência da República em 2022. O deputado não conseguiu unanimidade nem do próprio partido em torno da candidatura de seu apadrinhado, Baleia Rossi (MDB-SP). Deputados democratas, com o aval do presidente nacional da sigla, ACM Neto (BA), formam maioria em apoio ao candidato chancelado pelo Palácio do Planalto, Arthur Lira (PP-AL).

Ninho  

Aliado histórico do DEM, o PSDB também mantém-se distante de Maia e dividido no jogo da sucessão da Câmara: a orientação do partido é pelo voto em Baleia Rossi, mas muitos deputados “avulsos” estão com Arthur Lira.

Momento

A intenção de Maia de construir uma coalizão para 2022 é rechaçada pela oposição, que hoje apoia Baleia Rossi, mas trata a aliança com o bloco encabeçado pelo presidente da Câmara como “momentânea”.

Padrinho

Além de enterrar a coalizão de Maia, a possível derrocada de Baleia Rossi também frustrará os planos do ex-presidente Michel Temer, que aposta na vitória do apadrinhado para voltar a dar as cartas no Congresso.

Jogada

A eventual candidatura do apresentador Luciano Huck em 2022 parece mais uma jogada de políticos e empresários que têm interesse ou querem vê-lo presidente. Ele mesmo não quer. 

PFL

Vale lembrar a candidatura de Sílvio Santos, em 1989. O apresentador liderava as pesquisas para ser eleito presidente do Brasil, mas foi rifado pelo então PFL, que fechou com Fernando Collor. O resto é história.

Leite

As buscas por gastos do Governo Federal derrubaram o Portal da Transparência. Não suportou o volume de acessos após a repercussão sobre o aumento de gastos com alimentos – como leite condensado – em 2020.

Dados

Em ofício encaminhado ao ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário, o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) questiona se a queda no sistema do portal teve razões objetivas e se as bases de dados foram afetadas.

Pamonha

A polêmica do leite condensado lembra outro episódio que derrubou um ministro na Esplanada. Orlando Silva (PCdoB) caiu do comando do Esporte, em 2011, no governo Dilma, após usar o cartão de crédito corporativo para a compra de uma tapioca no valor de R$ 8,30. O leite condensado do governo Bolsonaro custou aos cofres públicos mais de R$ 15 mi. 

BB

A reunião do Sindicato dos Bancários com a Associação Municipalista de Pernambuco e 22 prefeitos teve um clima bastante tumultuado. A indignação é grande com a direção do Banco do Brasil que pretende fechar 22 agências nos municípios. Representantes da categoria e o secretário do Trabalho e Emprego estavam presentes. Do BB, ninguém.

Domicilar

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, concedeu prisão domiciliar ao jornalista Oswaldo Eustáquio, investigado no inquérito que apura a suposta prática de atos antidemocráticos. Conforme a decisão, o jornalista está proibido de acessar redes sociais em nome próprio ou de sua assessoria de imprensa e de entrar em contato com diversos bolsonaristas.

Coletivo

Os impactos do isolamento social no transporte coletivo urbano de todo o país trouxeram, além da redução do número de passageiros, um prejuízo de R$ 9,5 bilhões acumulados pelas empresas de ônibus no período de 16 de março a 31 de dezembro de 2020. Os dados são da Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos.

Política

PSDB deve ter debandada de filiados após aproximação de FHC com Lula

Leia na Coluna Esplanada de hoje direto de Brasília

Política

Bolsonaro vai participar de motociata em Florianópolis em agosto

Segundo informações, ele virá até a capital participar do ato a pedido do senador Jorginho Mello (PL)

Política

Bolsonaro e Lula em busca de vices para a disputa de 2022

Leia na Coluna Esplanada de hoje direto de Brasília

Política

Motociclistas de Florianópolis organizam motociata e esperam a presença de Jair Bolsonaro

A motociata de Florianópolis deve levantar bandeiras como o voto auditável, isenção de pedágio para motos e o controle do cerol

Mais notícias

Segurança

Caso Lázaro mobiliza 200 policiais, três helicópteros, cães e drones; ‘Serial Killer’ segue foragido

Entenda porque é tão difícil prende o homem mais caçado do Brasil nesses últimos dias

Geral

Ave da espécie carcará recebe enxerto de penas em SC e volta a voar

Animal foi encontrado no início do mês de fevereiro com as penas das asas cortadas e foi entregue no 2°Batalhão de Polícia Militar, em Chapecó