keyboard_backspace

Página Inicial

Política

A retomada gradativa das atividades fez aumentar o número de acidente em todo o Brasil

Leia na Coluna Esplanada de hoje direto de Brasília

X
Divulgação

Acidentes aumentam

A retomada gradativa das viagens de turismo, de negócio e das atividades do dia-a-dia pela população, mesmo diante das restrições por causa da pandemia do Covid-19, recrudesceu os números de acidentes nas rodovias federais, segundo registros da Polícia Rodoviária Federal para a Coluna. De Janeiro a Julho deste ano, a PRF já registrou 30.868 acidentes nas estradas no Brasil, frente a 29.032 no mesmo período do ano passado. Dentre estes, os acidentes graves saltaram 7.754 para 8.502 este ano.

Socorro

Os registros de feridos e mortos tiveram um leve aumento. Já foram registrados 34.011 feridos este ano (frente a 32.858); e 2.462 mortos frente 2.287 para os sete meses.

Grupinho

O chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, cadastrou-se no Telegram na sexta-feira. O fez a exemplo de ministros palacianos que usam o aplicativo para conversas reservadas.

Guenta, mamãe 

Os assessores mais próximos do senador estão apreensivos. Força de vontade, ela tem. O receio é como a mãe do agora ministro, uma senhora, vai assumir a agenda intensa do filho de viagens no Piauí e as numerosas reuniões em Brasília.

Buzinaço na praça..

Um cidadão desprevenido provocou fila de 10 minutos ontem à tarde na praça de pedágio da Via 40 na rodovia Belo Horizonte-Brasília, próximo a Sete Lagoas (MG). Esqueceu de sacar dinheiro para pagar a tarifa. E os atendentes não recebem o valor em cartão de débito do banco regional do motorista, o único que portava na carteira. 

..do pedágio

Há um projeto de lei que tramita no congestinado Senado (PL 4.643/20, que altera a Lei 8.987, de 1995), de autoria do senador Eduardo Girão. O texto obriga as praças a aceitarem todo tipo de cartão de débito e crédito. Aliás, o motorista foi salvo por outro desconhecido, que emprestou os R$ 5,30.

Notícias do Palácio

Um novo veículo de imprensa nasce em São Paulo com linha bolsonarista na praça. A exemplo de José Dirceu, ex-chefe da Casa Civil de Lula da Silva que buscava uma rede de mídia de apoio ao partido, aliados de Bolsonaro tentam criar a sua.

Oi, Fica?

O presidente do PDT, Carlos Lupi, tenta evitar que o dissidente deputado federal Túlio Gadelha (PE) dispute a reeleição pelo PSB. Mas foi a mão pesada de Lupi no PDT quem retirou Gadelha da disputa da prefeitura ano passado, o que magoou o deputado.

Mercado aberto

Na semana em que o Congresso Nacional analisa o projeto de privatização dos Correios, o Mercado Livre ‘postou’ um suspense na praça. Lançou lindo vídeo publicitário com Zico. Uma boa jogada de uma empresa argentina, potencial compradora da estatal, que precisa cativar os brasileiros – caso se concretize o que circula na praça.

Concorrentes

Mais especulações entre escritórios e bancos é que outros potenciais compradores dos Correios – a maior empresa de logística da América do Sul – são uma grande loja de departamentos e um banco brasileiro.

Em tempo..

.. a mina de ouro dos Correios não é apenas entrega de encomendas. São suas agências (boa parte próprias) na maioria das cidades brasileiras que podem se tornar bancárias ou pontos de vendas de variados produtos.

Fonte: Clicsc

Política

Deputada Paulinha defende estudo da história das mulheres do campo e da cidade em Santa Catarina

Para a deputada Paulinha, estudar a história das Mulheres do Campo e da Cidade traz luz para o protagonismo feminino em Santa Catarina

Política

Câmara de Itajaí discute morte de animais marinhos em redes de pesca ilegais

Resultado do debate será apresentado no relatório final da audiência pública

Política

Ex-governador Raimundo Colombo recebe homenagem de vereadores de Navegantes

Câmara municipal aprovou por unanimidade moção de congratulações ao ex-governador

Mais notícias

Segurança

Bebê com hematoma é levado morto para UPA de SC e pais são presos em flagrante

Pai da criança, um homem de 19 anos, relatou que a esposa, 17, deixou o bebê com ele para comprar um lanche

coronavirus

Coronavírus em SC: Estado confirma 1.169.031 casos e 19.075 mortes

Na comparação com o boletim anterior, diminuiu em 26 o número de casos ativos e há 8 óbitos adicionais