keyboard_backspace

Página Inicial

economia

Alta no gás natural anunciada pela Petrobras põe indústria de SC em alerta

Em Santa Catarina, estima-se que o reajuste para a indústria seja da ordem de 30% porque o preço final do gás ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da petroleira

X
Foto: André Motta de Souza/Agência Petrobras

A partir do dia 1º de maio, os preços de venda de gás natural para as distribuidoras estarão 39% mais caros na comparação com o último trimestre. O anúncio foi feito pela Petrobras, nesta segunda-feira, dia 5. O presidente da Federação das Indústrias (FIESC), Mario Cezar de Aguiar, diz que a alta preocupa a indústria catarinense, que já teve um reajuste de 31% em janeiro na tarifa do insumo. Em Santa Catarina, estima-se que o reajuste para a indústria seja da ordem de 30% porque o preço final do gás ao consumidor não é determinado apenas pelo preço de venda da petroleira, mas depende também das margens das distribuidoras nos estados. O valor que será repassado à indústria depende de deliberação da Aresc, a agência reguladora do estado.

O presidente da Câmara de Assuntos de Energia da FIESC, Otmar Muller, lembra que atualmente a Petrobras é a única fornecedora de gás no Brasil. “A estimativa é que o insumo vai ficar em torno de 30% mais caro para o setor a partir de maio. Mas precisamos lembrar que em janeiro já tivemos um aumento de 31% na tarifa do gás em Santa Catarina. Nenhuma empresa faz seu planejamento anual contabilizando uma alta tão expressiva num insumo que é essencial e que, em muitos setores, chega a representar 25% do custo de produção. Um reajuste nessas proporções põe a indústria em alerta”, afirmou Muller.

Muller disse ainda que este fato reitera a necessidade de urgência na promulgação da lei do Novo Mercado do Gás, aprovada no Congresso Nacional em março. “Além disso, também é preciso velocidade no trabalho regulatório da Agência Nacional do Petróleo (ANP) para que possamos progredir no estabelecimento de um mercado concorrencial, sem monopólios e tantas travas contratuais que os protegem”, completou.

De acordo com o anúncio da Petrobras, a variação é resultado “da aplicação das fórmulas dos contratos de fornecimento, que vinculam o preço à cotação do petróleo e à taxa de câmbio”. As atualizações dos preços dos contratos são trimestrais e com relação aos meses de maio, junho e julho, a referência adotada são os preços dos meses de janeiro, fevereiro e março. “Durante esse período, o petróleo teve alta de 38%, seguindo a tendência de alta das commodities globais. Além disso, os preços domésticos das commodities tiveram alta devido à desvalorização do real”, informou a petroleira em nota.

O repasse dos custos incorridos pela companhia para o transporte do produto até o ponto de entrega às distribuidoras também influencia os preços do gás natural da Petrobras. Esses custos são definidos por tarifas reguladas pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). “Esta parcela do preço é atualizada anualmente no mês de maio pelo IGP-M, que, para o período de aferição (março de 2020 a março de 2021), registrou alta de 31%”.

Fonte: Clicsc

economia

Sine de Santa Catarina oferece mais de 4,6 mil vagas de emprego nesta semana

As oportunidades estão espalhadas em diversas áreas, em mais de 50 unidades instaladas em SC

economia

Exportações de carne suína em SC batem novo recorde em março

Em março, o estado embarcou 55,7 mil toneladas do produto, 36,6% a mais do que em fevereiro. Na comparação com o mesmo período de 2020, o aumento é de 48%.

economia

SINE de Itapema está com 30 novas vagas de emprego

Por conta das medidas de prevenção ao coronavírus, os interessados podem agendar as entrevistas diretamente com as empresas, pelo site empregabrasil.mte.gov.br ou baixe o aplicativo SINE Fácil

economia

Setor de serviços em Santa Catarina tem alta de 9,9% em fevereiro

O volume de serviços em SC no acumulado de janeiro e fevereiro teve crescimento de 7,5%, o maior entre as 27 Unidades da Federação.

economia

Programa Juro Zero bate recorde histórico em número de operações no Estado

O dado também representa um aumento de 47,8 % se comparado com o mesmo período do ano anterior, que fechou o mês com 1.018 operações.

Mais notícias

Segurança

Mulher mata marido com cinco tiros, alega legítima defesa e é solta pela Justiça

A Justiça de Itajaí mandou soltar a mulher que matou o marido com cinco tiros na madrugada desta terça-feira (20/4). Segundo a defesa dela, ela não aguentava mais apanhar, ser ameaçada de morte e ser […]

Cidades

Ao vivo: Live comemora os 59 anos da cidade de Itapema

A cidade de Itapema completa hoje 59 anos de emancipação político-administrativa e para marcar a data uma live comemorativa está sendo realizada nesta tarde (21/04) e deve ter mais de sete horas de duração. O […]