keyboard_backspace

Página Inicial

Política

Após eleições na Câmara e Senado, Governo Federal corre para aprovar o orçamento 2021

Leia na Coluna Esplanada de hoje direto de Brasília

X
Marcelo Camargo/Agência Brasil

No vermelho

Logo após a confirmação da vitória dos aliados para os comandos do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), e da Câmara, Arhur Lira (PP-AL), o Planalto e a equipe econômica acionaram os líderes nas duas Casas para tentar destravar já nos próximos dias a análise do orçamento de 2021. Devido à antecipação da disputa no Congresso Nacional no ano passado, a Lei Orçamentária Anual (LOA), que projeta receitas e fixa despesas, não foi votada. A pressa do governo é motivada pela ameaça de falta de recursos para o pagamento de despesas de ministérios e órgãos a partir de abril.

Salários

Entre as despesas que podem não ter margem autorizada no Orçamento nos próximos meses estão os salários de servidores civis e de militares.

Comissão

Segundo previsão da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado, o Orçamento de 2021 não deve ser aprovado antes de abril. É que a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) foi aprovada em dezembro diretamente pelo Plenário do Congresso e o orçamento terá que tramitar pela Comissão Mista de Orçamento (CMO).

Máquina

Uma nota técnica (CD nº 1155/2020) da Consultoria de Orçamento e Fiscalização da Câmara alertou, no fim do ano passado, que a falta do orçamento “provocará um prejuízo para o funcionamento dos serviços públicos e desgaste das instituições. Ou seja, haverá uma paralisação da máquina pública”.

Bolsa

Com a nova configuração da Câmara e do Senado, o governo vai insistir na ampliação do programa Bolsa Família em vez de retomar e estender o auxílio emergencial. A medida também é defendida pelo relator do Orçamento de 2021 e da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) Emergencial, senador Márcio Bittar (MDB-AC).

Fico

Caciques do DEM convenceram, por ora, o ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), a permanecer no partido. Lembraram que ele pode perder o mandato de deputado federal se desembarcar sem a autorização do partido.

Janela

Abandonado pela cúpula do DEM na votação que elegeu o adversário Arthur Lira (PP-AL), Maia permanece pelo menos até abril – quando será aberta a janela partidária e poderá deixar o partido sem ser punido. Até lá, manterá as conversas com Cidadania, PSL e PSDB mirando o projeto de aliança presidencial para 2022.

Cartas

Na direção inversa da derrocada de Rodrigo Maia (DEM-RJ), o resultado do pleito no Congresso Nacional fortaleceu dois políticos que ditarão as cartas nos próximos dois anos: os senadores Davi Alcolumbre (DEM-AP) e Ciro Nogueira (PP-PI).

Vice

O agora ex-presidente do Senado, principal articulador da campanha vitoriosa de Rodrigo Pacheco (DEM-MG), tem a opção de assumir um ministério, indicar aliados para o governo Bolsonaro ou assumir a Comissão de Constituição e Justiça. Já Ciro Nogueira vai pavimentar a indicação de um nome para a vaga de vice na chapa presidencial da tentativa de reeleição de Bolsonaro.

Condenado

O Superior Tribunal de Justiça condenou o apresentador Danilo Gentili por ter chamado de “vaca” a técnica de enfermagem Micheline Teixeira – uma doadora de 300 litros de leite a hospitais pernambucanos. Não cabe mais recurso.  Gentili e sua equipe terão que pagar R$ 80 mil, corrigidos a 1% ao mês, retroativo a 2013.  

Propina 

O Ministério Público ajuizou ação contra o auditor da Receita, Euvaldo Dal Fabbro, que teria cobrado propina de uma varejista para livrá-la da fiscalização. Ele foi preso na Operação Probitas, deflagrada após um dos sócios da empresa ter relatado à Polícia Federal a pressão do servidor. Segundo o MP, Euvaldo pedia R$ 23 milhões para encerrar um procedimento fiscal que poderia obrigar a companhia a pagar R$ 230 milhões aos cofres públicos.

Empresas

Em 2020 foram abertas 3.359.750 empresas. O número representa um aumento de 6% na abertura de negócios em relação a 2019. No mesmo período, ocorreu o fechamento de 1.044.696 empresas, segundo o Boletim anual do Mapa de Empresas, do Ministério da Economia.

Fonte: Clicsc

Política

Cinco ex-ministros bolivianos pedem refúgio político no Brasil

Leia na Coluna Esplanada de hoje direto de Brasília

Política

Moisés exonera 82 nomes do governo Daniela

Mudanças importantes no Governo do Estado de Santa Catarina

Política

“A verdade foi restabelecida. Santa Catarina retorna aos trilhos”, afirma governador Carlos Moisés de volta ao cargo

O governador Carlos Moisés afirmou que a decisão do Tribunal Misto de Impeachment, proclamada nesta sexta-feira, 7, restabeleceu a verdade e reparou um erro, já que não havia justa causa legal. Agora, o momento é […]

Política

Moisés reassume SC e anuncia retorno do secretariado

Moisés foi notificado da decisão do Tribunal Especial de Julgamento do Impeachment já na tarde desta sexta (7)

Mais notícias

Geral

Quinta-feira deve ser de tempo seco e mínimas abaixo de 0°C em SC

As mínimas chegam a 0°C no Planalto Sul, com chance de geada ampla (a temperatura pode ser negativa nos pontos mais altos), variam de 3°C a 9°C entre a porção oeste, Planalto Norte, Vale do Itajaí, Litoral Sul e Grd. Florianópolis serrana e entre 9°C e 11°C nas demais regiões.

Segurança

Dez pessoas são presas em operação da Polícia Civil em SC

São apurados crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo, corrupção de menores, entre outros. Durante a apuração algumas pessoas já haviam sido presas e drogas apreendidas.