keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Assassinato misterioso: O que se sabe sobre o crime brutal de uma jovem em Itajaí

Ainda é cercado de muito mistério o assassinato de Denise Severo, de 25 anos

X

Ainda é cercado de muito mistério o assassinato de uma jovem em Itajaí. Denise Severo, de 25 anos, foi morta com pelo menos 12 tiros no bairro Fazenda. O crime ocorreu no dia 9 de junho e até o momento a família da vítima tenta entender os motivos dessa morte brutal. A jovem estava com o marido naquela manhã, indo trabalhar, quando foram abordados por dois homens que abordaram o veículo Hyndai/HB20 do casal e começaram a atirar.

Um dos tiros atingiu a mãe de Denise que tentou se defender e o peito da jovem, que morreu horas depois no Hospital Marieta Konder Bornhausen. O marido de Denise levou três tiros: um no braço, um na perna e outro e raspão na costela. Apesar dos ferimentos, o jovem se recupera bem fisicamente. O atentado foi na rua Antônio André Paulo, no bairro Fazenda. A cunhada de Denise, que preferiu não se identificar, falou sobre os mistérios que rondam a morte da jovem e como são os dias para o irmão que perdeu a companheira, com quem dividia a vida há quase 5 anos.

“Fisicamente ele está se recuperando bem, é um homem muito forte. Mas emocionalmente posso dizer que meu irmão morreu, ele morreu no momento em que a Denise morreu. Ela era uma grande companheira do meu irmão, eu pude ver a mudança que ela como mulher fez na vida do meu irmão, eles cresceram juntos, construíram uma casa juntos. Sou prova da evolução deles”, disse.

Ainda muito abalado pela morte trágica da mulher, o companheiro de Denise falou pela primeira vez sobre a morte misteriosa da jovem – o homem preferiu não se identificar.

“Eu estou me recuperando fisicamente e mentalmente, é difícil falar por que é uma coisa que não esperávamos, um dia comum como os outros, nossa rotina de sempre, e agora eu não sinto vontade de viver sem ela. Esta sendo muito horrível passar os dias e ver que ela não está mais ao meu lado”, desabafou o marido de Denise.

O marido completou: “Há 5 anos fazíamos tudo junto, ela me ensinou muitas coisas, era incrível, uma mulher inesquecível e jamais será esquecida, eu vou amar ela eternamente até eu partir”, desabafou o companheiro de Denise.

A cunhada de Denise conta que os dois eram tranquilos, não iam para muitas festas e que viviam juntos. O luto de perder a companheira de uma forma tão trágica tem sido difícil para o marido de Denise. O prazo inicial para a finalização do inquérito policial são 30 dias, há não ser que o delegado peça que o prazo seja prorrogado. A DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Itajaí, comandada pelo delegado Sérgio de Souza é quem comanda as investigações do caso Denise.

Segurança

Operação conjunta é realizada no Caixa d’Aço em Porto Belo

Ações tinham objetivo de coibir som excessivo nas embarcações

Segurança

Menino de 2 anos é encontrado sozinho na rua em SC durante a madrugada

Moradora abrigou a criança e acionou o Conselho Tutelar

Segurança

Vídeo: Homem leva amante para vacinar, encontra esposa na fila e causa briga generalizada

Além da esposa, homem encontrou a cunhada; Foi então que a briga começou

Mais notícias