keyboard_backspace

Página Inicial

economia

Brasil terá 5G em 20 pontos do país neste ano, diz ministro das Comunicações

Para expandir a conexão no Brasil, o ministério definiu que todas as localidades com mais de 600 habitantes devem receber, no mínimo, o sinal de 4G

X
Foto: Cleverson Oliveira MCom

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, disse hoje (9), que o 5G Standalone, conhecido como 5G puro, estará disponível em 20 pontos no Brasil neste ano e em todas as capitais até julho de 2022. Faria participou nesta terça-feira (9) de uma audiência pública sobre o tema durante a 6ª reunião do grupo de trabalho da Câmara dos Deputados que trata da implantação da tecnologia 5G no Brasil.

O edital do leilão do 5G foi aprovado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) no dia 25 de fevereiro. O documento foi enviado para análise do Tribunal de Contas da União (TCU) e Faria estima que em 60 dias retorne à Anatel.

Durante a reunião, conduzida pela coordenadora do grupo, deputada Perpétua Almeida (PcdoB-AC), Faria reforçou que o governo tem compromisso com a celeridade nas etapas do leilão do 5G, mas sem abrir mão das opções mais modernas disponíveis em se tratando de tecnologia.

Faria foi questionado pelos deputados sobre as tecnologias que a comitiva brasileira conheceu em empresas na Finlândia, na Suécia, no Japão e na China. O ministro respondeu que, durante a missão, pode conhecer uma grande diversidade de aplicações práticas do 5G e chegou a conhecer o 6G, tecnologia que ainda está em fase inicial de testes.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Screenshot_59.png

Entre as aplicações práticas do 5G, Faria citou para os parlamentares a importância do 5G para atender a indústria, que vai possibilitar o avanço da Internet das Coisas no país. Na indústria, o ministro exemplificou que o 5G vai facilitar o monitoramento de toda a cadeia produtiva, do campo até a prateleira do supermercado.

“É muito mais do que um aumento de potência e velocidade. Serão cem vezes de aumento e teremos uma redução muito grande na latência, o que vai permitir a um médico na capital federal operar um paciente na Amazônia. Outro exemplo está nos veículos. Nossos filhos vão poder ir à escola em um carro ou ônibus sem motorista e, para isso, precisamos do 5G standalone, que é o 5G puro”, disse Faria.

Portarias
O ministro também explicou sobre as obrigações que as empresas que vencerem o leilão no Brasil precisarão cumprir. O Ministério das Comunicações definiu em portarias quais serão as obrigações a serem obedecidas pelas empresas que vencerem o leilão do 5G. Para expandir a conexão no Brasil, o ministério definiu que todas as localidades com mais de 600 habitantes devem receber, no mínimo, o sinal de 4G, assim como 48 mil quilômetros de rodovias federais estratégicas para o escoamento da produção agropecuária, industrial e mineral brasileira.

De acordo com regras estabelecidas pelo ministério, também haverá investimento no programa Norte Conectado, estimado em R$ 1,5 bilhão, que atenderá cerca de 10 milhões de habitantes da região.

Rede privativa
Os deputados também quiseram saber como está sendo pensada a rede exclusiva do governo, que também será oferecido ao Congresso Nacional, ao Supremo Tribunal Federal e à Procuradoria-Geral da República para que possam tratar de dados sigilosos ou sensíveis com total segurança.

“É como se todos nós tivéssemos nosso telefone normal, e os servidores de Brasília que trabalham no Congresso, no Executivo, no Supremo teriam um aparelho, e as informações sensíveis, que tenham algum tipo de risco se forem adquiridas por outros países, seriam preservadas”, disse o ministro.

Faria explicou que tanto a empresa que vai construir, como a que vai operar a rede privativa, deverão respeitar as regras do mercado acionário brasileiro. Entretanto, a chinesa Huawei não preenche os requisitos para participar da rede privativa de 5G do governo brasileiro. Segundo Faria, a Huawai não teria interesse em participar especificamente do projeto da Rede Privativa.

Fonte: Agência Brasil

economia

Sine de Santa Catarina oferece mais de 4,6 mil vagas de emprego nesta semana

As oportunidades estão espalhadas em diversas áreas, em mais de 50 unidades instaladas em SC

economia

Exportações de carne suína em SC batem novo recorde em março

Em março, o estado embarcou 55,7 mil toneladas do produto, 36,6% a mais do que em fevereiro. Na comparação com o mesmo período de 2020, o aumento é de 48%.

economia

SINE de Itapema está com 30 novas vagas de emprego

Por conta das medidas de prevenção ao coronavírus, os interessados podem agendar as entrevistas diretamente com as empresas, pelo site empregabrasil.mte.gov.br ou baixe o aplicativo SINE Fácil

economia

Setor de serviços em Santa Catarina tem alta de 9,9% em fevereiro

O volume de serviços em SC no acumulado de janeiro e fevereiro teve crescimento de 7,5%, o maior entre as 27 Unidades da Federação.

economia

Programa Juro Zero bate recorde histórico em número de operações no Estado

O dado também representa um aumento de 47,8 % se comparado com o mesmo período do ano anterior, que fechou o mês com 1.018 operações.

Mais notícias

seguranca

Criança desaparece e é encontrada morta horas depois em lago perto de casa

Uma criança de 3 anos que estava desaparecida desde o início da tarde desta quarta-feira (21) foi encontrada morta em uma lagoa perto da casa onde morava, em Gaspar, no Médio Vale do Itajaí. O […]

Cidades

Ondas provocadas pela tempestade subtropical Potira fecham porto de Itajaí

O canal de acesso ao complexo portuário de Itajaí precisou ser fechado hoje devido à instabilidade do tempo, causada pela tempestade subtropical Potira. De acordo com a praticagem, responsável pelas manobras de entrada e saída […]