keyboard_backspace

Página Inicial

Coluna Pelo Estado

BRDE busca ampliação de recursos de fomento para o Turismo

Leia os bastidores da política de Santa Catarina na coluna Pelo estado desta sexta-feira (20)

X
Divulgação

O diretor financeiro do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Eduardo Pinho Moreira, cumpriu agenda em Brasília nesta semana na busca de ampliar as fontes de recursos para financiamentos na área do turismo no Sul. Acompanhado da diretora de operações do banco, Leany Lemos, e do presidente da Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados, deputado federal Rodrigo Coelho, estiveram com o Ministro do Turismo, Carlos Alberto Gomes de Brito para tratar especialmente do Fungetur, uma das principais linhas de financiamento disponibilizadas pelo BRDE.

Durante o encontro, a comitiva ressaltou a importância do repasse de R$ 300 milhões para aplicar em Santa Catarina, no Rio Grande do Sul e no Paraná. De acordo com o diretor financeiro, de 2020 a 2022, a instituição repassou mais de R$ 458 milhões, sendo 1401 contratos que garantiram a sustentação do setor turístico no enfrentamento aos danos da economia causados pela pandemia de Covid-19.

“Desde 2017 o BRDE já utilizou quase R$ 600 milhões do Fungetur. Nós somos um dos principais repassadores destes recursos e agora queremos garantir este aporte para continuar desenvolvendo este setor que é tão importante para a economia do Sul. A conversa com o ministro foi muito produtiva. O deputado Rodrigo Coelho está conosco nesta pauta e vai acompanhar de perto o andamento da liberação”, explicou Moreira.

A Lei que autoriza e estabelece o repasse dos recursos do Fungetur para as instituições financeiras deverá ser votada no senado na próxima semana. Para o presidente do BRDE, Wilson Bley Lipski, o banco se consolida no seu papel de desenvolvimento no turismo da Região Sul e um dos principais financiadores do Brasil nesse setor. “Os três estados do Sul são polos turísticos diversificados, com litoral, gastronomia, serras, vinícolas, em escala regional, nacional e internacional”, ressaltou. A Lei que autoriza e estabelece o repasse dos recursos do Fungetur para as instituições financeiras deverá ser votada no senado na próxima semana.

Rodovias estaduais

Em Santa Catarina, de cada 10 quilômetros de rodovias estaduais, que são as chamadas SCs, 7 quilômetros estão em bom ou ótimo estado. É o que mostra a última atualização do levantamento realizado periodicamente pela Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE). Se compararmos os investimentos realizados em conserva rodoviária em 2018 e em 2022, por exemplo, o valor aplicado quase que triplicou. Foram R$ 32,27 milhões investidos em todo ano de 2018 e R$ 118 milhões em 2022 (apenas entre janeiro e abril). De 2019 até agora, foram investidos mais de R$ 307,22 milhões em manutenção rodoviária – com ações que vão desde o tapa buracos e roçada até a revitalização do pavimento.

Mais apoio

O deputado Altair Silva (PP) usou a tribuna da Alesc, nesta quinta-feira, 19, para pedir mais apoio do governo federal aos agricultores catarinenses afetados pela estiagem. A seca prolongada que atingiu Santa Catarina e os estados do PR, RS e MS na safra 2021/22 é considerada a mais severa em pelo menos meio século. Após visitar as regiões atingidas e ouvir o relato dos agricultores, a então ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, requereu a concessão de auxílio por parte da União.

Contorno Viário

O ceticismo sobre o cumprimento do prazo de conclusão do contorno viário da Grande Florianópolis, previsto para dezembro de 2023 foi tema de manifestação do deputado João Amin (PP) na Alesc. “A obra anda a passo de tartaruga e todas as desculpas já foram dadas: licença ambiental, falta de projetos, readequação de projetos. Se a privatização fosse como o contorno viário, não se privatizaria nada. A obra não vai ser entregue em dezembro de 2023, se eu estiver em algum cargo, me coloquem no Conselho de Ética”, desafiou João Amin (PP).

Silvicultura

O Senado Federal aprovou por unanimidade e em votação simbólica o Projeto de Lei que exclui a silvicultura do rol de atividades potencialmente poluidoras e, consequentemente, isenta da Taxa de Controle e Fiscalização Ambiental. “É uma conquista muito importante e agora seguiremos mobilizados pela aprovação do projeto na Câmara dos Deputados”, diz o presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar. “O Brasil é líder mundial em silvicultura”, acrescenta.

Congresso

A Associação Catarinense de Emissoras de Rádio e Televisão (ACAERT) promove o 18º Congresso Catarinense de Rádio e Televisão, de 22 a 24 de maio no Centrosul em Florianópolis, com a presença dos três governadores do Sul do País. A presença do Vice-presidente Hamilton Mourão como palestrante na abertura do evento neste domingo está confirmada.

Fonte: Clicsc

Coluna Pelo Estado

Confiança do industrial catarinense bate recorde em 2022

Leia os baistidores da política de Santa Catarina na Coluna Pelo Estado de hoje

Coluna Pelo Estado

Saúde intensifica ações para acelerar cirurgias eletivas

Leia os bastidores da política de Santa Catarina na Coluna Pelo Estado desta terça-feira (21)

Coluna Pelo Estado

Serviços do Governo do Estado poderão ser digitalizados

Leia os bastidores da política de Santa Catarina na Coluna Pelo Estado de hoje

Coluna Pelo Estado

Saiba dos bastidores da política de SC na Coluna Pelo Estado desta sexta-feira (10)

Coluna Pelo Estado

Saúde intensifica combate às doenças respiratórias

Leia os bastidores da política de Santa Catarina na coluna Pelo Estado de hoje

Mais notícias

Geral

Âncora da CNN comete gafe e fala palavrão ao vivo; Veja o vídeo

Internautas não perdoaram e vídeo viralizou na web

Segurança

Homem descumpre medida protetiva contra ex-mulher e acaba preso em Gaspar

Ela possuía medida protetiva de afastamento e proibição de manter contato desde o ano passado