keyboard_backspace

Página Inicial

Sem categoria

Camboriú promete acelerar emissão de carteira de identidade

Prefeitura firmou acordo de cooperação com Governo do Estado, por meio do Instituto Geral de Perícias, para agilizar a emissão do RG para os moradores

A Prefeitura de Camboriú firmou um acordo de cooperação técnica com o Governo do Estado de Santa Catarina, mediado pelo Instituto Geral de Perícias (IGP), para transformar a Casa da Cidadania do município em posto autônomo para emissão de documentos de identidade. Assim que oficializado o acordo, a cidade terá autonomia para adquirir os equipamentos necessários e produzir os documentos dos moradores, sem precisar recorrer ao posto de Balneário Camboriú – como é feito atualmente.

Segundo o prefeito Elcio Rogério Kuhnen, a expectativa é que a medida reduza pela metade o tempo de espera para que a carteira de identidade fique pronta. “Hoje dependemos do posto de Balneário Camboriú, que atende ainda outras cidades da região. O tempo de espera pela carteira de identidade é de cerca de 30 dias úteis. Nossa meta é que isso reduza para algo entre 10 e 15 dias úteis”, afirma Elcio.

A coordenadora da Casa da Cidadania de Camboriú, Hortencia del Carmen Bardales Pezo, explica que o posto autônomo de Camboriú é resultado de um longo diálogo com o IGP em Santa Catarina, que orienta e acompanha todo processo de levantamento da documentação necessária para que a iniciativa se concretize legalmente.

“Recebemos uma primeira visita do diretor-geral do IGP que avaliou a estrutura da Casa da Cidadania como adequada para ter um posto autônomo. Em seguida, levantamos a documentação necessária, que é bastante complexa, mas conseguimos cumprir todas as regras e etapas”, comemora a coordenadora.

O acordo de cooperação passa a valer assim que publicado em Diário Oficial. “O processo vai ficar mais rápido porque não precisaremos levar os dados dos moradores até Balneário Camboriú para depois eles seguirem para o IGP em Florianópolis. Nosso contato será direto com a capital, onde o perito faz a assinatura da documentação, que vai retornar para nossa cidade na metade do tempo”, completa Hortencia.

Mais notícias