keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Casal é preso suspeito de amarrar e torturar criança de 6 anos no RS

Menino era mantido amarrado na cama e teve a mão queimada no fogão, além de outras agressões.

X

Mãe e padrasto foram presos pela Polícia Civil durante a manhã de quarta-feira (18), por maus-tratos a uma criança de 6 anos. Conforme investigações, o menino era mantido amarrado com lenços na cama e sofria agressões. O caso foi registrado na cidade de Canoas (RS). A mulher, de 28 anos, foi presa na cidade e o homem, de 24, em Campo Bom (RS).

 “Essa criança era submetida a castigos bárbaros, tal como queimar a mão no fogo, ficar amarrada por horas a fio e por vários dias a cama, em casa, como forma de repreensão por suposto mau comportamento”, diz o delegado responsável, Pablo Rocha. Ainda, segundo o delegado, a criança foi ouvida e confirmou as práticas.

“Essa mãe foi ouvida e inicialmente negou que ela tivesse praticado, tentou atribuir ao namorado. Obtivemos conversas entre eles que confirmaram esses fatos. A prova é bastante robusta, e obtivemos mais provas hoje no mandado de busca e apreensão. Acreditamos que com essas duas prisões de hoje [quarta] conseguimos chegar antes e conseguimos evitar que uma tragédia acontecesse aqui em Canoas”, completa o delegado.

No local em que a mãe foi presa, a polícia encontrou um lenço que era usado para amarrar a criança. “Esse lenço que foi usado para amarrar e torturar essa criança por muitas horas. Também foi encontrado o remédio, possivelmente utilizado em gotas para criança dormir”, destaca o delegado regional Mário Souza. A polícia chegou à família através de denúncias anônimas.

Nas conversas entre os suspeitos é possível ver a mãe dizendo que vai dar remédio de dormir para a criança e deixar ela amarrada até a boca. Em outra conversa, é possível ver ela detalhando um plano para abandonar o menino em um hospital. Veja nas imagens:

Foto: Divulgação/PC

O delegado Pablo Queiroz Rocha – titular da Delegacia de Proteção a Criança e ao Adolescente (DPCA) de Canoas – deu detalhes do depoimento da criança que era torturada pela mãe no bairro Guajuviras, em Canoas. Ambos moravam há seis meses em um apartamento.

O menino de seis anos contou ao policial que teve as mãos queimadas no fogão e que ficava por horas amarrado na cama sem poder ir ao banheiro. “Questionei se ele tinha dor. A criança falou que não sentia mais, porque a mãe passava uma pomada na queimadura. Ele ainda disse que só acontecia isso quando ele não se comportava”, conta.

O caso chegou até a polícia após uma denúncia ao Conselho Tutelar. Escutada inicialmente pelos policiais, a mulher de 28 anos, alegou que o crime era motivado pelo mau comportamento da criança que atrapalhava o relacionamento entre eles. O namorado, porém, deu uma versão completamente diferente o que chamou a atenção dos policiais. Segundo o delegado Pablo, que coordenou a ação, eles serão escutados novamente após terem sido presos.

A suspeita é que há pelo menos três meses a criança vinha sendo submetida a torturas. Após a investigação, o menino foi retirado da convivência dos presos e enviado para a casa do avô. Os nomes dos presos não estão sendo divulgados em respeito ao Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), para preservar a identidade da vítima.

Foto: Divulgação/PC

Segurança

Jovem de 24 anos morre após bater moto em carro na BR-282

Vítima pilotava uma Honda/Biz e morreu no local do acidente.

Segurança

Motorista perde controle, bate em muro e duas pessoas morrem em SC

Outras duas pessoas foram resgatadas com ferimentos

Segurança

Criança brinca de ‘Bumba meu Boi’ e acaba com panela de pressão presa na cabeça

Utensílio só foi retirado quando o bebê dormiu, depois de ser medicado.

Segurança

Acidente entre carro e ônibus mata homem de 56 anos em Balneário Piçarras

Homem não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local do acidente

Segurança

Jovem grávida esmagada por contêiner em Brusque; Caminhoneiro foi condenado pela Justiça

Motorista de caminhão foi condenado por homicídio culposo, quando não há intensão de matar

Mais notícias

mundo

Menina de 2 anos e bebê são abandonadas em matagal na fronteira dos EUA

Elas foram encontrados quando agentes que estavam em um barco notaram “uma cor incomum” na margem do rio

Segurança

Jovem de 24 anos morre após bater moto em carro na BR-282

Vítima pilotava uma Honda/Biz e morreu no local do acidente.