keyboard_backspace

Página Inicial

Sem categoria

Conclusão da dragagem do Complexo Portuário de Itajaí está prevista para maio

Draga Chinesa XIN HAI MA iniciará as atividades na próxima semana

Mais de um milhão de metros cúbicos de sedimentos serão retirados dos canais externo e interno do Complexo Portuário de Itajaí até maio. A Draga Chinesa XIN HAI MA chegará no município na próxima segunda-feira (05) para conclusão da dragagem. O trabalho deverá ser executado em até 50 dias e restabelecer o calado em 14 metros. 

A conclusão do contrato de dragagem foi discutida em reunião no início dessa semana, no Porto de Itajaí. A Draga Chinesa encerrou parte das atividades em outubro do ano passado e retornará para concluir os trabalhos. Os recursos na ordem dos R$ 38,8 milhões foram liberados pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil.

“Ano passado tivemos um resultado fantástico através dos trabalhos de dragagem. Foram operacionais que refletiram em boas condições de segurança de navegabilidade”, comenta o superintendente do Porto de Itajaí, Marcelo Werner Salles.

O objetivo é restabelecer a cota de 14 metros de profundidade no canal de acesso do complexo. As operações de dragagem iniciarão na área da Bacia de Evolução e nos berços de atracação (APM Terminals e Portonave). Os resíduos dragados serão despejados no Bota Fora, a cerca de 10 quilômetros de distância do canal da barra. Os trabalhos são executados pela empresa DTA Engenharia.

A dragagem no Complexo Portuário de Itajaí é uma prioridade do governo, após as fortes chuvas registradas em setembro e outubro de 2015. Houve o assoreamento do canal de acesso e o comprometimento das atividades portuárias.

Entre abril e outubro do ano passado, foram dragados quase 2,2 milhões de metros cúbicos de sedimentos. Até o final do contrato, estima-se a retirada de 3,5 milhões metros cúbicos de resíduos.

Mais notícias

Segurança

Homem morre eletrocutado tentando furtar fio elétrico em Itajaí

Para derrubar a fiação, que fica a uma altura de aproximadamente quatro metros, ele usou um pedaço de madeira com um cano com uma serra na ponta