keyboard_backspace

Página Inicial

coronavirus

Covid-19: 8,5 milhões de pessoas estão atrasadas com a segunda dose

Estudo mostra mais eficácia contra variantes com vacinação completa

X
Julio Cavalheiro / Secom

No Brasil, cerca de 8,5 milhões de pessoas estão atrasadas para tomar a segunda dose de imunizantes contra a covid-19, revela levantamento feito pelo Ministério da Saúde, que alerta para os riscos das pessoas não completarem o ciclo vacinal.

Conforme os dados mais recentes do painel de vacinação do ministério, 53,2 milhões de pessoas tomaram a segunda dose. O número de atrasados corresponde a 16% dos brasileiros que completaram o ciclo.

Na avaliação por estados, os que têm mais pessoas em atraso são, na ordem, São Paulo, com 1,69 milhão; Rio de Janeiro, com 1,06 milhão; e Minas Gerais, com 1,02 milhão.

Especialistas e autoridades do setor de saúde consideram fundamental a conclusão do ciclo vacinal, uma vez que apenas a primeira dose de imunizante não garante proteção adequada contra o vírus, especialmente com a disseminação da variante Delta.

Um estudo de feito por instituições de pesquisa e universidades inglesas, publicado no periódico científico New England Journal of Medicine no dia 12 deste mês, trata da eficácia de vacinas contra as variantes Alfa e Delta. Segundo a publicação, a eficácia da vacina da AstraZeneca na variante Alfa foi de 48,7% com a primeira dose e de 74,5%. com a segunda. Já, quando analisada a dinâmica do imunizante com a variante Delta, a eficácia foi de 30% com a primeira dose e de 67%, com a segunda.

Para a vacina da Pfizer/BioNTech, os índices de eficácia para a variante Alfa foram de 47,5% na primeira dose e de 93,7%, com a segunda. Nos casos de infecção com a variante Delta, os percentuais atingiram 35,6% com a primeira dose e 88%, com a segunda.

“Diferenças absolutas na eficácia das vacinas foram mais marcadas após a primeira dose. Essa conclusão vai ao encontro dos esforços para maximizar o avanço da vacinação com duas doses entre populações vulneráveis”, concluem os autores do estudo.

Fonte: Clicsc

coronavirus

Aposentados com sequelas da Covid-19 terão isenção do Imposto de Renda

Um regulamento do Ministério da Saúde estabelecerá os tipos, os critérios para a caracterização e as condições para a manutenção desses benefícios referentes às complicações ou sequelas pós-covid-19

coronavirus

Santa Catarina não tem mais regiões no nível gravíssimo para Covid-19

A partir desta semana, a matriz apresenta uma nova região de saúde, a do Vale do Itapocu, que foi separada da Nordeste

coronavirus

Ministro anuncia dose de reforço para profissionais de saúde

Aplicação extra ocorrerá a partir de seis meses da imunização completa

coronavirus

Eduardo Bolsonaro testa positivo para a Covid-19 após viagem para Nova York

A confirmação do diagnóstico positivo do ministro da Saúde fez a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomendar o isolamento dos integrantes da comitiva brasileira

coronavirus

Decreto prevê retomada gradual de shows e eventos em Santa Catarina

Novas portarias da Secretaria de Estado da Saúde serão publicadas em breve com as regras de funcionamento

Mais notícias

Cidades

Trânsito no Morro de Zimbros será interrompido nesta terça-feira (27)

O Governo do Município de Porto Belo, por meio do Departamento de Trânsito da cidade, informa que nesta terça-feira (27), o trânsito no Morro de Zimbros estará interrompido para que seja realizada mais uma parte […]

Segurança

Caminhoneiro morre esmagado por carga após entrar em área de escape na BR-376

O motorista morreu no local. Antes da chegada do socorro, motoristas que passavam pela região tentaram auxiliar a vítima