keyboard_backspace

Página Inicial

Sem categoria

Curso de água da Praia de Laranjeiras não deve ser interrompido

A retirada da água acumulada é provisória, já que os moradores e comerciantes começaram a serem notificados para que liguem a rede coletora de esgoto de suas residências e estabelecimentos comerciais à rede da EMASA.

X

A Secretaria do Meio Ambiente (SEMAM) determinou que o curso de água que desemboca perto do calçadão da Praia de Laranjeiras e corre para o mar não seja interrompido. Como há suspeita de contaminação com esgoto clandestino no local, a água empoçada está sendo retirada pela Empresa de Água e Saneamento de Balneário Camboriú (EMASA) por meio de caminhão próprio para isso. Uma comissão formada por órgãos da Administração Municipal, incluindo Emasa, Meio Ambiente, Vigilância Sanitária e Ministério Público estiveram no local para verificar a situação das ligações de esgoto, na tarde da última segunda-feira (8) e continuarão acompanhando de perto a questão.

A retirada da água acumulada é provisória, já que os moradores e comerciantes começaram a serem notificados para que liguem a rede coletora de esgoto de suas residências e estabelecimentos comerciais à rede da EMASA. Em 6 de outubro de 2017, começou a complementação da obra da rede coletora de esgoto da Praia de Laranjeiras. No serviço, foi implantada a tubulação no Morro de Laranjeiras, que liga a rede da praia à elevatória e irá transpor os efluentes até a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) do Bairro Nova Esperança. Concluído no final de dezembro, o serviço será entregue oficialmente na próxima semana.

Desde 3 de janeiro, moradores e comerciantes estão recebendo uma correspondência informando que já podem ligar a rede coletora de esgoto de suas residências e estabelecimentos comerciais à rede da EMASA. O prazo a ligação é de 60 dias. Apesar de o prazo estar em andamento, o secretário do Meio Ambiente, Ike Gevaerd, faz um apelo para que as ligações ocorram no menor tempo possível. “Para não termos problemas com a balneabilidade, é importante que os comerciantes e moradores façam a ligação o quanto antes, que olhem com carinho para a praia e evitem danos ao meio ambiente e ao turismo de nossa cidade”, disse o secretário.

Mais notícias

Segurança

Identificadas mãe e filha que morreram afogadas em acidente em SC

Os corpos de mãe e da filha estavam no veículo e foram encontrados pelos mergulhadores dos Bombeiros Militares.

coronavirus

Polícia investiga empresa por fraude em oferta de vacina

Entre os municípios que receberam oferta da empresa, sediada em Recife, estão Duque de Caxias e Barra do Piraí, no Rio; e Porto Velho, em Rondônia.