keyboard_backspace

Página Inicial

Eleições

De 18 de julho até 18 de agosto será o período para habilitação do voto em trânsito

Quem estiver em viagem no dia 2 de outubro, data do primeiro turno das Eleições 2022, pode indicar em qual cidade estará para não ficar de fora da votação. A modalidade do voto em trânsito […]

X
Siga-nos no google-news

Quem estiver em viagem no dia 2 de outubro, data do primeiro turno das Eleições 2022, pode indicar em qual cidade estará para não ficar de fora da votação. A modalidade do voto em trânsito deve ser requerida de forma presencial junto a qualquer cartório eleitoral do país, no período de 18 de julho a 18 de agosto. A mesma regra vale para quem estiver fora do domicílio eleitoral em eventual segundo turno (30 de outubro).

O voto em trânsito ocorre somente nas capitais e nos municípios com mais de 100 mil eleitores. Em Santa Catarina, é o caso de Florianópolis, Joinville, Blumenau, São José, Itajaí, Chapecó, Criciúma, Palhoça, Lages, Jaraguá do Sul e Balneário Camboriú. O eleitor ou eleitora catarinense que estiver em alguma dessas cidades no dia da eleição, mesmo possuindo a inscrição eleitoral em outra, poderá votar normalmente para os cargos de deputado federal, deputado estadual, senador, governador e presidente da República, desde que tenha informado o destino à Justiça Eleitoral.  

Já as eleitoras e os eleitores que se deslocarem para fora do estado poderão participar apenas da escolha para o cargo de presidente da República. Isso porque, mesmo requerido o voto em trânsito, só poderá votar para todos os cargos quem estiver no próprio estado.

Vale lembrar que o voto em trânsito não é permitido para cidadãs e cidadãos fora do Brasil. Todavia, quem possuir o título de eleitor cadastrado no exterior e se encontrar em território brasileiro no dia da eleição, poderá votar para o cargo de presidente da República, uma vez habilitada essa modalidade.

Portanto, quem tiver a informação de onde estará no dia das eleições deve procurar o cartório eleitoral mais próximo de 18 de julho a 18 de agosto para informar onde pretende votar. É possível alterar ou cancelar a habilitação até o final do prazo. Agende o seu atendimento presencial no portal do TRE-SC.

Transferência temporária

Nas Eleições 2022, é facultada a transferência temporária de seção eleitoral para facilitar a votação de alguns eleitores como, por exemplo, aqueles que estejam em detenção provisória (incluindo adolescentes em unidades de internação); militares, agentes de segurança pública e guardas municipais em serviço por ocasião das eleições; indígenas, quilombolas e comunidades remanescentes; mesários; juízes, promotores eleitorais e servidores da Justiça Eleitoral.

Nesses casos, a pessoa transferida temporariamente poderá votar na seção escolhida no primeiro e no segundo turno (se houver), mas após o final das eleições a sua seção voltará a ser a que consta na inscrição original.

A transferência temporária de seção também é válida para eleitores com deficiência ou mobilidade reduzida que não tenham solicitado a transferência para uma seção especial dentro do prazo de fechamento do Cadastro. O requerimento deve ser feito junto a qualquer cartório eleitoral de 18 de julho a 18 de agosto, mediante a apresentação de documento oficial com foto, indicando o local de votação de preferência ou a seção melhor adaptada para atender às respectivas necessidades, nos limites da região onde acontecerá a votação.

Fonte: Clicsc

Eleições

Eleições 2022: Mais de 5 milhões de pessoas estão aptas a votar neste ano em SC

Inscrição do jovem eleitor (de 16 e 17 anos), que aumentou de forma significativa

Eleições

Começa o envio de urnas eletrônicas para as Zonas Eleitorais de SC

Ao todo serão entregues 18.528 urnas eletrônicas, incluindo as de contingência para eventual substituição

Mais notícias

Tempo

SC pode ser atingida por novo ciclone nesta semana

A semana começa quente e abafada, mas logo dá lugar a uma frente fria, que vem acompanhada de temporais e muitas nuvens

Segurança

Furto de fiação elétrica causa desabastecimento de água em cidade catarinense

A SESAN acionou a polícia, que investiga o caso para que sejam aplicadas as medidas legais contra o criminoso