keyboard_backspace

Página Inicial

Tempo

Defesa Civil alerta para o risco de inundação para cidades de SC atingidas pela chuva forte

Governo do Estado está em alerta para os efeitos da chuva causada por um ciclone extratropical

X
Reprodução

A Defesa Civil de Santa Catarina emitiu alertas de inundação gradual para algumas cidades do Litoral Sul, Planalto Sul (com destaque para a Bacia do Rio Tubarão), Oeste e Meio Oeste de Santa Catarina nas próximas horas desta quarta-feira (4). O dia ainda será de chuva volumosa nessas áreas.

A previsão de chuva volumosa com a formação de um ciclone extratropical se confirmou. De acordo com a Defesa Civil, ainda há risco de chuva persistente no Planalto Sul, Grande Florianópolis e Litoral Sul. Os acumulados no período ainda podem ultrapassar 250 mm no Litoral Sul, de 100 a 150 mm na Grande Florianópolis, e para parte do Alto Vale do Itajaí e Baixo e Médio Vale estão previstos entre 50 mm e 100 mm. A expectativa é que o ciclone se desloque para o mar e que o tempo melhore na quinta-feira.

Governador ativou Sala de Situação para monitoras efeitos da chuva

O governador Carlos Moisés determinou nesta terça-feira a ativação da Sala de Situação da Defesa Civil estadual em razão das fortes chuvas que atingem várias regiões.

Carlos Moises esteve na sede do órgão no fim da tarde desta terça-feira (3) para monitorar a situação das chuvas que caem de maneira incessante em Santa Catarina desde o dia anterior. O chefe do Executivo se reuniu com os técnicos do órgão. A previsão indica que deve continuar chovendo ao longo de toda a quarta-feira. As regiões que devem receber os maiores volumes pluviométricos são o Sul do Estado e a Grande Florianópolis. O Vale do Itajaí e a Região Serrana também estão em alerta.

“Acionamos a sala de situação e seguimos monitorando os mapas meteorológicos. Todos os órgãos do Estado estão de prontidão para atender as eventuais ocorrências. Os Grupos de Ações Coordenadas (GRACs) também foram acionados. A situação exige atenção. Em caso de emergência, a população deve ligar nos números 193 ou 199”, diz Moisés.

O chefe da Defesa Civil estadual, Davi Busarello, contou ao governador que já são diversas ocorrências de alagamentos e deslizamentos em diversas cidades de Santa Catarina. Ele relatou que os trabalhos estão sendo realizados em coordenação com as prefeituras. Até o momento, dois óbitos foram confirmados em São Joaquim, na Serra, de homens que estavam em um carro.

Os alertas de atenção máxima seguem até a próxima quinta-feira, com risco alto para alagamentos, inundações e deslizamentos, principalmente para o Litoral Sul. Devido aos grandes volumes de chuva registrados nas últimas horas, houve significativo aumento dos níveis dos rios, chegando em nível de alerta para inundação nas regiões do Litoral Sul, Planalto Sul (com destaque para a Bacia do Rio Tubarão), Oeste e Meio Oeste.

Fonte: Clicsc

Tempo

Tempestade Yakecan segue para oceano e ventos diminuem de intensidade

Tendência é que na medida que a tempestade se afaste da costa, os ventos passem a diminuir de intensidade gradativamente

Tempo

Ressaca destrói casas e estabelecimentos em Florianópolis

A Defesa Civil afirma que deve avaliar os estragos e conversar com os moradores da região para prestar apoio

Tempo

Ventania causada pela Yakecan derruba árvores, muro e outdoor em cidades catarinenses

Em Balneário Camboriú cinco ocorrências foram registradas em função dos fortes ventos

Tempo

Tempestade Yakecan com ventos de mais de 100km/h deixa trabalhadores da construção civil em alerta

Entre a noite desta terça-feira (17) e madrugada de quarta-feira (18), os ventos chegaram a mais de 100 km/h em algumas cidades de SC

Tempo

Tempestade Yakecan deixa 220 mil pessoas sem luz no Rio Grande do Sul

Segundo informações, 220 mil pessoas ficaram sem luz em diversas cidades

Mais notícias

Segurança

Filho do ex-presidente Lula é assaltado no trânsito

Dois aparelhos telefônicos e R$ 250 reais foram levados durante a investida

Segurança

Casal é preso tentando esconde mais de 200kg de maconha em Concórdia

O casal recebeu voz de prisão e os dois foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil de Concórdia