keyboard_backspace

Página Inicial

Tempo

Defesa Civil determina fechamento das comportas de barragem de Ituporanga para evitar alagamentos

Uma equipe da Defesa Civil já está na barragem e outra segue em deslocamento para monitorar a área durante o período de chuvas

X
Divulgação

A Defesa Civil de Santa Catarina determinou nesta quarta-feira (04) o fechamento das comportas da barragem de Ituporanga, no Alto Vale do Itajaí. O comando para a operação ocorreu as 11h06 apos reunião ampliada que envolveu o secretário chefe da Defesa Civil, David Busarello, técnicos da DCSC e da região.

“Preservamos a questão de segurança dos moradores da região e por isso, ampliamos e realizamos uma série de ações no sentido de minimizar danos à região”, disse Busarello. “É uma decisão unânime, baseada em critérios técnicos. A DCSC decidiu pelo fechamento das cinco comportas de Ituporanga, devido ao volume de chuvas previsto ainda para atingir a região”.

Uma equipe da Defesa Civil já está na barragem e outra segue em deslocamento para monitorar a área durante o período de chuvas. “Temos problemas pontuais de vazamento nas comportas C4 e C5 e por isso há equipe técnica no local para a realização de acompanhamento em tempo real de toda a situação”, afirmou. “Importante destacar que não há qualquer risco de rompimento ou de danos na estrutura física da barragem”.

A barragem sul está em operação desde 1976 e é localizada no rio Itajaí do Sul, na cidade de Ituporanga. Sua principal função é a contenção de cheias e a estrutura é protegida para a cota de 409,5 metros.

A Defesa Civil de Santa Catarina está finalizando trâmites para a contratação de empresa para a realização de recuperação e manutenção em comportas da barragem localizada no rio Itajaí do Sul, no município de Ituporanga.

A medida foi tomada após relatório de inspeção periódica apontar a necessidade de reparos nas comportas C4 E C5. O laudo emitido no dia 17 de fevereiro elevou o nível de resposta para a cor laranja. Foi definida a contratação de empresa para a adoção de medidas a curto prazo, conforme determinação da lei 12.344/2010, que rege a Política Nacional de Segurança de Barragens.

Entre as medidas estão a realização de nova inspeção que analise com precisão a extensão dos danos existentes e margem de segurança para utilização dos tubos metálicos das comportas 4 e 5 que apresentem possíveis vazamentos, além da troca de grades para garantir a proteção adequada destes tubos que serão reparados.

Os alertas de atenção máxima para as chuvas seguem até a próxima quinta-feira, com risco alto para alagamentos, inundações e deslizamentos em todo o Estado. Devido aos grandes volumes de chuva registrados nas últimas horas, houve significativo aumento dos níveis dos rios, chegando em nível de alerta para inundação nas regiões do Litoral Sul, Planalto Sul (com destaque para a Bacia do Rio Tubarão), Oeste e Meio Oeste.

Fonte: Clicsc

Tempo

Tempestade Yakecan segue para oceano e ventos diminuem de intensidade

Tendência é que na medida que a tempestade se afaste da costa, os ventos passem a diminuir de intensidade gradativamente

Tempo

Ressaca destrói casas e estabelecimentos em Florianópolis

A Defesa Civil afirma que deve avaliar os estragos e conversar com os moradores da região para prestar apoio

Tempo

Ventania causada pela Yakecan derruba árvores, muro e outdoor em cidades catarinenses

Em Balneário Camboriú cinco ocorrências foram registradas em função dos fortes ventos

Tempo

Tempestade Yakecan com ventos de mais de 100km/h deixa trabalhadores da construção civil em alerta

Entre a noite desta terça-feira (17) e madrugada de quarta-feira (18), os ventos chegaram a mais de 100 km/h em algumas cidades de SC

Tempo

Tempestade Yakecan deixa 220 mil pessoas sem luz no Rio Grande do Sul

Segundo informações, 220 mil pessoas ficaram sem luz em diversas cidades

Mais notícias

Segurança

Filho do ex-presidente Lula é assaltado no trânsito

Dois aparelhos telefônicos e R$ 250 reais foram levados durante a investida

Segurança

Casal é preso tentando esconde mais de 200kg de maconha em Concórdia

O casal recebeu voz de prisão e os dois foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil de Concórdia