keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Detentos concluem ensino superior e formatura é realizada dentro de Tribunal do Júri em Itapema

Esta foi a primeira vez na história da comarca que o Judiciário local sediou tal evento

X

Eles já estiveram ali, sentados no banco dos réus. Na última semana, contudo, dois detentos do presídio de Itapema retornaram ao ambiente do salão do Tribunal do Júri daquela comarca com outro objetivo: colar grau em curso de nível superior.

O mestre de cerimônias do evento, aliás, foi muito feliz ao abrir os trabalhos e parafrasear fala do político britânico Winston Churchil para iniciar a sessão solene de colação de grau: “O sucesso não é definitivo e o fracasso não é fatal: o que importa é a coragem para seguir em frente.”

Esta foi a primeira vez na história da comarca que o Judiciário local sediou tal evento. Em seu discurso, na sexta-feira (20/5), o juiz Marcelo Trevisan Tambosi, titular da Vara Criminal de Itapema, parabenizou a dupla e ressaltou tratar-se de um momento único, por não se ter notícia de nenhuma outra situação em que dois apenados tenham colado grau de ensino superior com solenidade realizada nas dependências do Tribunal do Júri, pelo qual um deles passou e por isso encontra-se onde está.

Os formandos em Tecnologia em Gestão de Produção Industrial, curso ofertado pela Universidade Anhanguera e com duração de três anos, tiveram aulas dentro da unidade prisional onde ainda cumprem as penas. Inicialmente com professores e depois, na pandemia, de forma virtual e com o auxílio de apostilas. No total, cinco apenados ingressaram no curso. Três deles ainda finalizam as disciplinas, já fora do sistema prisional.

Para o magistrado, muito mais do que estar previsto na Lei de Execução Penal o dever de promover a ressocialização da pessoa privada de liberdade, os envolvidos nesse mister devem estar dispostos a isso. Assim, apesar de algumas deficiências e avanços do sistema prisional, quem está diretamente envolvido deve engendrar esforços para a efetiva ressocialização.

“Por isso, o diligente diretor da unidade prisional de Itapema buscou e firmou convênio com a Universidade Anhanguera, para a disponibilização de cursos de nível superior a detentos do presídio de Itapema. O curso é custeado pela família do apenado. Com esse exemplo, a união de pessoas do sistema prisional, da universidade ‘disposta a fazer a diferença’ e da família mostra que é possível, sim, promover essa ressocialização”, frisa o juiz Marcelo Trevisan Tambosi.

Orgulhosos e emocionados, alguns familiares acompanharam a solenidade e fotografaram tudo. O ato inédito também ficou registrado no canal da comarca no YouTube. Participaram do evento ainda, além do magistrado, o diretor do presídio de Itapema, João Vitor de Souza, e o professor doutor James Luiz Venturi, da Universidade Anhanguera, polo de Itapema, que realizou a cerimônia de colação de grau da dupla de, agora, formados.

Fonte: Clicsc

Geral

Âncora da CNN comete gafe e fala palavrão ao vivo; Veja o vídeo

Internautas não perdoaram e vídeo viralizou na web

Geral

Fort Atacadista dá dicas para Arraiá em casa

Para ajudar os catarinenses a caprichar no cardápio, o Fort Atacadista de Chapecó separou algumas dicas indispensáveis para garantir as festanças neste fim de semana

Geral

Porto Belo Outlet Premium promove campanha com até 80% de desconto no segmento kids

A ação é uma oportunidade para moradores e visitantes da região aproveitarem a ação de desconto sobre desconto

Geral

Comerciante pagará R$ 1,1 milhão por uso indevido e sem licença de software

Na sentença, a magistrada destaca que a violação dos direitos autorais ficou evidenciada

Geral

Quem tiver interesse em trabalhar nas Eleições 2022 em SC já pode se inscrever no Portal do Mesário

Para gerenciar as eleições brasileiras, a Justiça Eleitoral conta com o indispensável apoio das mesárias e dos mesários. A cada dois anos, milhares de pessoas são convocadas ou se voluntariam para trabalham nas mesas receptoras […]

Mais notícias

Geral

Âncora da CNN comete gafe e fala palavrão ao vivo; Veja o vídeo

Internautas não perdoaram e vídeo viralizou na web

Segurança

Homem descumpre medida protetiva contra ex-mulher e acaba preso em Gaspar

Ela possuía medida protetiva de afastamento e proibição de manter contato desde o ano passado