keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Equipamentos com tecnologia de informática forense são entregues para Instituto Geral de Perícias de SC

A informática forense representa 20% da demanda pericial do Instituto de Criminalística em Santa Catarina.

X
Foto: IGP

Em 15 dias, todas as gerências do Instituto Geral de Perícias de SC (IGP/SC) estarão operando com ferramentas de tecnologia padronizada nos setores de informática forense. Iniciou-se nesta semana, na Gerência Mesorregional de Perícias de Criciúma, a etapa das entregas de novos equipamentos israelenses Cellebrite/UFED. Essa tecnologia é determinante para a resolução de casos na área de informática forense, como o da morte do menino Henry Borel, de repercussão nacional, ocorrida em março no Rio de Janeiro.

O IGP utiliza a ferramenta desde 2015, e agora contemplará todas as unidades de perícia. A informática forense representa 20% da demanda pericial do Instituto de Criminalística em Santa Catarina. Somente em 2020, foram mais de cinco mil exames realizados.

Os equipamentos Cellebrite oferecem a tecnologia mais avançada em relação à recuperação de dados em dispositivos digitais. O sistema é capaz de desativar bloqueios complicados, superar barreiras de criptografia que impeçam que evidências críticas apareçam e recuperar conteúdos excluídos, obtendo o máximo de dados dos dispositivos.

O perito-geral do IGP, Giovani Eduardo Adriano, enfatiza a importância da parceria realizada com o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) no início deste ano. Quatro equipamentos foram adquiridos com recursos próprios do IGP e outros oito, entregues agora, são resultado de um Acordo de Cooperação Técnica firmado com o MPSC. “Agradecemos ao Ministério Público por valorizar e acreditar na perícia catarinense, trabalhando junto ao IGP para esta importante aquisição”, destaca o perito-geral.

Segundo o diretor do Instituto de Criminalística do IGP, Tiago Petry, as perícias em informática forense representam, atualmente, a maior demanda por exames periciais no Instituto de Criminalística. “O IGP planejou e agora executa esse importante passo em direção à padronização e modernização para a perícia criminal na área de informática forense”, destaca.

A entrega está sendo feita de forma presencial pela direção do Instituto de Criminalística do IGP, que associa a visita às unidades com reunião de atualização e alinhamento com os gestores locais. Na próxima semana as entregas serão realizadas às unidades de Chapecó, Caçador e Lages; e em 14 dias aos IGP de Blumenau, Joinville e Balneário Camboriú.

Fonte: Clicsc

Geral

Investimentos melhoram abastecimento no bairro São Miguel em Penha

A concessionária Águas de Penha investiu em um projeto de melhorias no abastecimento do bairro São Miguel. Arthur May, coordenador operacional da concessionária, explica que o projeto envolveu um conjunto de ações, sendo que uma […]

Geral

Atriz Tatá Werneck é criticada nas redes sociais por usar três máscaras no velório de Paulo Gustavo

Internautas acharam um “exagero” por parte da artista ir no local com “tanta proteção”

Geral

Município do Sul de SC está em alerta para foco de raiva bovina

A raiva não tem cura e pode matar animais e seres humanos, portanto a vacinação é muito importante para prevenir e proteger os animais.

Geral

Emasa encontra machado no esgoto durante limpeza de tubulação em BC

A manutenção da rede coletora é um trabalho rotineiro, necessário para a prevenção e saúde do sistema de esgotamento sanitário do município

Mais notícias

coronavirus

Pela segunda semana seguida, apenas uma região do estado está em nível grave

Não houve alterações de classificação em relação à matriz divulgada no último final de semana

Segurança

Quatro pessoas da mesma família morrem em incêndio em SC

Quatro pessoas da mesma família morreram carbonizadas em um incêndio na manhã deste sábado (08) na cidade de São Domingos, no Oeste catarinense. A casa da família ficou destruída. Morreram no local um homem de […]