keyboard_backspace

Página Inicial

Coluna Pelo Estado

Facisc investe em soluções e projetos

Leia no Coluna Pelo Estado de hoje

X
Divulgação
Siga-nos no google-news

Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc) lançou nesta terça-feira (05/07), em uma live especial, novidades em soluções e projetos para o ecossistema associativista catarinense. No encontro foram apresentados o Faciscred, o Reuse, o Relatório de Sustentabilidade e a Expogestão 2022. “Este é mais um momento especial que vivenciamos nesta gestão, pois desde o início buscamos inovar para agregar valor aos nossos associados”, ressaltou o presidente Sérgio Rodrigues Alves.

A primeira entrega apresentada pela coordenadora de projetos especiais, Adelita Adiers, foi o Relatório de Sustentabilidade 2022. Publicação anual oficial elaborada desde 2010, o material é um compilado com dados comparativos, visibilidade e as principais ações nas dimensões econômica, social e ambiental. Na sequência foi apresentado o Reuse, uma vitrine de doações entre ACIs para organizar e dar visibilidade a oferta/demanda de móveis/equipamentos que podem ser destinados entre Associações Empresariais do Hub Empresarial Catarinense, dando um nobre e novo destino a estes bens, estimulando entre outros a responsabilidade social e sustentabilidade. “Não tenho dúvida que o reuse será um modelo para o associativismo”, destacou o presidente.

Outra grande entrega do evento, o Faciscred também foi lançado oficialmente para o Sistema associativista.Testada inicialmente em três associações piloto, a solução busca construir parcerias para oferecer soluções e oportunidades financeiras para viabilizar a abertura, perenidade e crescimento de negócios nos mais diversos setores representados pelo Sistema FACISC. “O Faciscred nasceu de um grupo de trabalho da diretoria e corpo técnico para atender necessidades e gerar oportunidades financeiras”, explicou o consultor Deinyffer Marangoni.

Para finalizar o superintendente administrativo, Rodrigo Busana, apresentou a parceria da Facisc com a Expogestão 2022, que trará programação e benefícios exclusivos para o Sistema Facisc. “Será um grande momento de integração do Sistema em um dos maiores e mais renomados encontros empresariais do Brasil”, ressaltou Rodrigo.

Empregos em SC


Santa Catarina tem 7.115 vagas de emprego disponíveis pelo Sistema Nacional de Emprego (Sine/SC). As ofertas estão disponíveis em várias cidades e englobam como pré-requisito desde nível fundamental a superior. Além disso, 250 oportunidades são para pessoas com deficiência (PcD). Para concorrer a uma das vagas disponibilizadas, os candidatos devem procurar uma das mais de 140 unidades do Sine. Para realizar o cadastro pessoalmente é necessário apresentar documentos pessoais, como RG, CPF e carteira de trabalho.

De volta


A partir desta sexta-feira, Adriana Baldissarelli volta a editar a coluna Pelo Estado, informa o presidente da Associação de Diários do Interior de Santa Catarina, Lenoires da Silva. A coluna é veiculada hoje em 36 diários e portais associados à ADI/SC e à APJ/SC. “Adriana volta à Pelo Estado mais de uma década depois, com disposição para nos ajudar a mostrar a importância da virada do papel para o digital”, aponta Adriano Kalil, sócio-proprietário da Central de Comunicação.

Experiência


A jornalista nasceu em Lindóia do Sul, no Oeste, e formou-se no Rio Grande do Sul. Trabalhou no Correio do Povo e na Fiergs. De volta para SC, trabalhou na Sadia e com prefeituras do Alto Uruguai. Mudou-se para Florianópolis, é empregada da Comcap desde 1995, já trabalhou nas redações do Diário Catarinense e Notícias do Dia e foi correspondente de O Globo. Cuidou da Pelo Estado em 2006 e de 2008 a 2010.

Educação


A Comissão de Educação, Cultura e Desporto da Alesc aprovou, por unanimidade, dois projetos de leis (PLs) e acompanhou a apresentação do projeto piloto da Secretaria de Estado da Educação, denominado LEIA, que visa estimular a leitura, escrita, integração e aprendizagem de crianças da 1ª a 5ª série do ensino fundamental e vem sendo aplicado há um ano na escola Professor Alexandre Sergio Godinho, de Biguaçu. Os parlamentares defenderam que o projeto piloto seja expandido para demais escolas do estado.

Privatização


A possibilidade de greve na Celesc em razão da mudança na fórmula de pagamento do plano de saúde dos servidores, que custa o valor simbólico de R$ 1 para cada funcionário da empresa, categoria que já recebe uma das melhores remunerações no estado, vem causando desconforto dentro e fora da empresa. Isso porque o movimento dos sindicatos ligados a partidos de esquerda, em ano eleitoral, tem reacendido o debate sobre a privatização da companhia.

Fonte: Clicsc