keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Identificada segunda vítima da chacina em creche de Santa Catarina

Trata-se da professora Mirla Renner Costa, de 20 anos

X
Arquivo Pessoal

Foi identificada a segunda vítima da chacina na creche Aquarela, na cidade de Saudades, no Oeste Catarinense. Trata-se da professora Mirla Renner Costa, de 20 anos. Além de Mirla, outra professora, de 30 anos, também foi vítima da chacina, Keli Adrianen Anieceviski. Três bebês de menos de dois anos também morreram no crime registrado na manhã desta terça-feira (04).

A creche onde o atentado aconteceu está lacrada e aguardando a chegada dos peritos. A arma utilizada e até as vítimas seguem no local do crime. O delegado responsável pelas investigações explicou que é necessário manter a cena do crime intacta para ajudar nas investigações. A arma utilizada pelo criminoso teria sido uma adaga.

O autor do crime teria chegado de bicicleta na Escola Infantil Pró-Infância Aquarela no horário do lanche das crianças. Uma das professoras morreu ao tentar proteger bebês do criminoso.

O criminoso, que está em estado grave no hospital, tentou suicídio logo após o ataque. Ele desferiu golpes em vários pontos do próprio corpo.

Fonte: Clicsc

Segurança

Mãe espanca filha de 7 anos e deixa criança sem comida por dias; caso é investigado

Como forma de castigo menina era deixada de joelhos na cozinha durante toda a madrugada sem poder dormir

Segurança

Polícia Civil autua em flagrante autor das mortes em Saudades

Preso foi autuado em flagrante por cinco homicídios triplamente qualificados

Segurança

Polícia apreende 167 quilos de maconha em Pinhalzinho

O motorista, de 31 anos, disse que levaria a maconha até o Rio Grande do Sul

Mais notícias

Política

Paulinho é recebido pelo líder do governo Bolsonaro na Câmara e apresenta novos projetos de mobilidade e turismo para Bombinhas

Uma das regiões beneficiadas é a do Mariscal, uma das praias mais procuradas pelos banhistas que todos os anos visitam a cidade

Segurança

Mãe espanca filha de 7 anos e deixa criança sem comida por dias; caso é investigado

Como forma de castigo menina era deixada de joelhos na cozinha durante toda a madrugada sem poder dormir