keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Idosa dada como morta acorda e tenta fugir de necrotério

Zinaida Kononova, uma idosa russa de 81 anos, foi encontrada viva por funcionários de um necrotério depois de ser dada como morta por médicos. O fato ocorreu na última sexta-feira, mas ganhou repercussão nesta quarta-feira (26) após publicação do diário britânico “Daily Mail”.

A idosa passou por uma cirurgia no intestino e teve uma parada cardíaca. Os médicos então a deram como morta e enviaram seu corpo para o necrotério. A idosa, porém, acordou, se levantou e tentou fugir do local, mas não conseguiu abrir a porta e acabou desmaiando. Ela permaneceu durante sete horas no local.

Reanimada, ela foi levada para o quarto. Entretanto, a idosa morreu nesta quarta-feira. Agora as autoridades policiais da Rússia analisam se ela morreu por complicações causadas pela ida desnecessária ao necrotério.

A situação do hospital se complicou ainda mais porque a médica de plantão informou que a idosa foi levada para o necrotério apenas 1h20min após ter sido dada como morta. Pela legislação é necessário se esperar duas horas justamente para se afastar qualquer possibilidade de a pessoa ter sido dada morta por engano

Assim nos próximos dias a Polícia da Rússia vai anunciar os primeiros dados colhidos pela investigação. A família da idosa anunciou que vai processar o hospital.

Mais notícias