keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Leão-marinho resgatado em SC tinha bala de arma de fogo alojada na cabeça

Ainda na quarta-feira, o pinípede foi hidratado e medicado. Mesmo com todos os esforços da equipe, o leão-marinho morreu no início da manhã desta quinta.

X
Foto: Nilson Coelho/R3 Animal

O leão-marinho-do-Sul (Otaria flavescens), resgatado no Canal da Barra da Lagoa, em Florianópolis, na tarde de quarta-feira (14), morreu na quinta (15). O animal, um macho adulto, estava extremamente magro. Os resultados dos exames apontam que ele estava anêmico, desidratado, com sinais sugestivos de pneumonia e infecção. Durante o exame necroscópico foi encontrado uma bala (projétil) de arma de fogo.

De acordo com a presidente da R3 Animal e coordenadora do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS/Florianópolis), Cristiane Kolesnikovas, os exames de sangue detectaram que o mamífero estava com hipoglicemia e elevação de glóbulos brancos. “Isso é um indicativo de infecção no organismo”, explica. O leão-marinho media 2 metros e 90 centímetros e pesava 225 quilos. Foram coletadas amostras de órgãos durante a necropsia para auxiliar na identificação dos motivos da debilidade e possível causa que levou o animal a óbito. Independentemente do resultado, o projétil alojado na cabeça pode ter contribuído para o estado de debilidade geral do animal.

O leão-marinho foi avistado por moradores no Canal da Barra da Lagoa, que acionaram a R3 Animal por meio do PMP-BS. Uma força tarefa foi montada para resgatar o animal e transportá-lo até o Centro de Pesquisa, Reabilitação de Animais Marinhos (CePRAM). Durante a contenção e o cerco do animal, já era possível notar que ele estava com movimentos letárgicos e quase não reagia à presença da equipe.

Ainda na quarta-feira, o pinípede foi hidratado e medicado. Mesmo com todos os esforços da equipe, o leão-marinho morreu no início da manhã desta quinta. Os leões-marinhos que costumam aparecer em nossa região, durante o inverno, na maioria das vezes, são adultos e subadultos. Estes animais são oriundos de colônias reprodutivas do Uruguai e Argentina. Porém, desde 2019 já pudemos observar grupos de até 12 animais em costões da Ilha de Santa Catarina.https://visornoticias.com.br/leao-marinho-debilitado-e-resgatado-por-ong-em-sc/embed/

Fonte: Clicsc

Geral

Investimentos melhoram abastecimento no bairro São Miguel em Penha

A concessionária Águas de Penha investiu em um projeto de melhorias no abastecimento do bairro São Miguel. Arthur May, coordenador operacional da concessionária, explica que o projeto envolveu um conjunto de ações, sendo que uma […]

Geral

Atriz Tatá Werneck é criticada nas redes sociais por usar três máscaras no velório de Paulo Gustavo

Internautas acharam um “exagero” por parte da artista ir no local com “tanta proteção”

Geral

Município do Sul de SC está em alerta para foco de raiva bovina

A raiva não tem cura e pode matar animais e seres humanos, portanto a vacinação é muito importante para prevenir e proteger os animais.

Geral

Emasa encontra machado no esgoto durante limpeza de tubulação em BC

A manutenção da rede coletora é um trabalho rotineiro, necessário para a prevenção e saúde do sistema de esgotamento sanitário do município

Mais notícias

coronavirus

Pela segunda semana seguida, apenas uma região do estado está em nível grave

Não houve alterações de classificação em relação à matriz divulgada no último final de semana

Segurança

Quatro pessoas da mesma família morrem em incêndio em SC

Quatro pessoas da mesma família morreram carbonizadas em um incêndio na manhã deste sábado (08) na cidade de São Domingos, no Oeste catarinense. A casa da família ficou destruída. Morreram no local um homem de […]