keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Licença ambiental da obra do alargamento da Praia Central de BC será assinado pelo governador

Projeto inclui ainda a revitalização da orla, com a implantação de calçadão, área de estacionamento, ciclovia e pista de corrida

X

O governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva, e o presidente do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), Valdez Rodrigues Venâncio, assinam nesta sexta-feira, 18 de dezembro, a Licença Ambiental de Instalação (LAI) para o alargamento da Praia Central de Balneário Camboriú. A LAI é a segunda de três licenças ambientais e autoriza o início das obras de ampliação da faixa de areia.

O projeto de alargamento da Praia Central prevê um aumento de aproximadamente 60 metros a serem incorporados na faixa de areia ao longo dos cerca de seis mil metros de extensão do balneário, desde o extremo da Barra Sul à Barra Norte. Desta forma, somando-se os atuais 30 metros, a orla passará a ter 90 metros ao final das obras.

O projeto inclui ainda a revitalização da orla, com a implantação de calçadão, área de estacionamento, ciclovia e pista de corrida, rampas de acesso à praia, recomposição vegetal e construção de núcleos para comércio e serviços.

A alimentação artificial da praia visa proporcionar mais conforto e segurança aos frequentadores, além de ampliar as estruturas de mobiliário urbano e instalar equipamentos de lazer de uso comunitário junto à orla, gerando mais qualidade de vida aos moradores e alavancando ainda mais o turismo de Balneário Camboriú, um dos destinos mais procurados de Santa Catarina. 

Turismo

Balneário Camboriú é hoje um dos principais polos turísticos do país. Dentre os principais atrativos turísticos destaca-se a Praia Central que, além das belezas naturais, oferece grande infraestrutura como bares, restaurantes, comércio diverso e demais atrações que atraem turistas e novos moradores.

Segundo o projeto, as obras de alimentação artificial da Praia Central têm por finalidade melhorar as condições de uso atuais da praia, oferecendo mais condições para o desenvolvimento do turismo na região por meio do aumento da disponibilidade de área por pessoa, especialmente nos períodos de maior movimento.

Desta forma, as alterações na paisagem municipal devem resultar na ampliação das oportunidades de emprego e renda. Também espera-se que a realização de novos investimentos nos setores de infraestrutura e de serviços acarrete em melhorias sobre a capacidade de atendimento, hospedagem, mobilidade urbana e serviços gerais.

Geral

Boto-cinza encalha morto na Beira Mar Norte em Florianópolis

Um boto-cinza (Sotalia guianensis) encalhou morto na Beira Mar Norte, em Florianópolis, na manhã deste sábado, 16. A equipe da R3 Animal foi acionada e, através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de […]

Geral

Serra do Rio do Rastro está temporariamente interditada para obras de contenção

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) segue com as obras de contenção de encosta na SC-390, a Serra do Rio do Rastro. A rodovia está interditada temporariamente em função da continuidade dos […]

Geral

Mulher que difamou ONG de proteção aos animais em rede social pagará danos morais

No dia 31 de agosto de 2019, a mulher adotou um filhote de cachorro e, na ocasião, assinou um termo de responsabilidade pelo animal. Consta nos autos que o documento informava que o filhote ainda […]

Geral

Homem que fazia compras com cheques sem fundos em shopping é condenado pela Justiça

Em juízo, o acusado disse que não foi o responsável por realizar a compra nas lojas, mas assumiu que os cheques eram de sua conta corrente e foram assinados e emitidos por ele. Declarou que […]

Geral

MPSC recebe as informações sobre fiscalizações de festas e eventos de final de ano

Registros serão enviados às Comarcas para a análise das Promotorias de Justiça e avaliação sobre a necessidade de instauração de procedimentos para apurar os casos

Mais notícias