keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Lista dos mais ‘chatos’, ‘velhacos’ e ‘cornos’ é divulgada nas redes sociais; Polícia investiga o caso

Lista com o nome das pessoas foram publicadas nas redes sociais e causaram revolta

X

A Polícia Civil investiga quem foi o responsável por montar uma lista com os mais “chatos”, “velhacos” e “cornos” de uma cidade e divulgar nas redes sociais. O caso, que deixou muitas pessoas revoltadas com as ofensas, foi registrado na cidade de Candelária, no Rio Grande do Sul. No município, de pouco mais de 31 mil habitantes, o assunto tem dado o que falar. A lista ainda fazia menções de pessoas que usam drogas e sobre a orientação sexual.

Uma pessoa registrou ocorrência na delegacia do município. Segundo a delegada Alessandra Xavier de Siqueira, o morador relatou episódios de bullying contra a filha na escola. Outras pessoas entraram em contato com a polícia, mas evitaram formalizar a denúncia em razão do constrangimento.

“Depende de queixa-crime, então tem que ser feito o registro. Cada um que compartilha essa lista está incorrendo no crime de difamação”, explica. A delegada conta que os nomes são facilmente identificáveis porque, além dos apelidos, há a indicação de local de trabalho ou de residência. “É uma cidade pequena. Em Candelária, todo mundo se conhece pelo primeiro nome, pelo apelido”, diz Alessandra Xavier de Siqueira.

A Polícia Civil afirma ter como descobrir quem compartilhou cada lista. Contudo, a origem das mensagens depende de decisão judicial contra os responsáveis pelo aplicativo. Os próximos passos da investigação são ouvir pessoas que divulgaram a lista e, se for identificada, quem as criou.

Como proceder

O crime de difamação é tipificado pelo artigo 139 do Código Penal. De acordo com a legislação, incorre em crime quando se imputa fato ofensivo à reputação de alguém. A pena prevista varia de três meses a um ano de prisão e multa. Além disso, se o crime é cometido ou divulgado nas redes sociais, a pena é triplicada.

A polícia já tem um suspeito de divulgar as listas. Conforme a delegada Alessandra Xavier de Siqueira, que conduz as investigações, o suspeito de divulgar a lista entrou em contato com a vítima e pediu desculpas. Ele será ouvido nos próximos dias e será proposto que seja feito uma mediação de conflito. Dessa forma, haveria um acordo entre as partes com retratação pública, o que evitaria processo judicial.

Fonte: Clicsc

Segurança

Bebê sofre traumatismo craniano após cair durante parto

A queda provocou traumatismo craniano, além de um quadro de hemorragia

Segurança

Filho do ex-presidente Lula é assaltado no trânsito

Dois aparelhos telefônicos e R$ 250 reais foram levados durante a investida

Segurança

Casal é preso tentando esconde mais de 200kg de maconha em Concórdia

O casal recebeu voz de prisão e os dois foram conduzidos até a Delegacia de Polícia Civil de Concórdia

Segurança

Polícia Civil e IMA apreendem aves sem registros em dois estabelecimentos de Palhoça

Os proprietários dos estabelecimentos irão responder pelo crime de maus-tratos a animais

Segurança

Criminosos invadem comércio em Balneário Camboriú e são presos na cidade de Brusque

Três homens e uma mulher, entraram no local, todos com os rostos encobertos. Um deles usava armas de fogo

Mais notícias

Segurança

Bebê sofre traumatismo craniano após cair durante parto

A queda provocou traumatismo craniano, além de um quadro de hemorragia

Segurança

Filho do ex-presidente Lula é assaltado no trânsito

Dois aparelhos telefônicos e R$ 250 reais foram levados durante a investida