keyboard_backspace

Página Inicial

Coluna Pelo Estado

MDB caminha para pacificação em torno da reeleição de Carlos Moisés

Leia na Coluna Pelo Estado de hoje

X
Foto: Divulgação
Siga-nos no google-news

Se der tudo certo na reunião da bancada estadual com o ex-prefeito Udo Döhler nesta terça-feira, o MDB caminha para a pacificação em torno da candidatura à reeleição do governador Carlos Moisés (Republicanos). A reunião seria na liderança de bancada, na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc), mas foi transferida para fora do Palácio Barriga Verde e será fechada à imprensa.

O acordo deve se dar por meio de lista tríplice de candidatos a vice-governador a ser aprovada pela Convenção Estadual em 23 de julho. Udo seria o primeiro nome da lista, mas ele próprio não gostaria de ser a única opção de escolha para o aliado. Na segunda posição, pode figurar o presidente da Alesc, deputado Moacir Sopelsa. Mas é improvável que venha a ser o candidato a vice. Não que não tivesse biografia, disposição e apoio dos correligionários, mas por questão de geografia.

A pacificação deve passar pela escolha do deputado federal Celso Maldaner como candidato ao Senado. Como Maldaner e Sopelsa são do Oeste, uma escolha praticamente exclui a outra. E até porque Sopelsa pode vir a assumir o governo num eventual afastamento do candidato à reeleição.

Para a terceira posição, há várias especulações que vão do deputado estadual Mauro de Nadal ao governador Paulo Afonso Vieira, passando pelos também deputados estaduais Valdir Cobalchini ou Carlos Chiodini.

O fato é que, se a bancada fechar o método de escolha – a lista tríplice a ser oferecida a Moisés -, a sigla terá as duas próximas semanas para colocar na ponta do lápis todos os interesses regionais para chegar aos nomes que serão chancelados na Convenção.

Ciceroneado

Governador Carlos Moisés (Republicanos) foi recebido pelo vice-prefeito Ronaldo Fornazza (PP) em visitação à Feagro, maior feira de gado Jersey da América Latina, em Braço do Norte. Circulou com os deputados estaduais do MDB Luiz Fernando Vampiro e Volnei Weber. O prefeito de Braço do Norte, Roberto Kuerten Marcelino (PSD), mencionou os R$ 60 milhões investidos pelo governo do Estado no município. Moisés disse que o governo tem apoiado o agronegócio no enfrentamento à estiagem com ações de resiliência hídrica, na compra de equipamentos e implementos agrícolas, e com investimentos em infraestrutura para melhorar o escoamento da produção.

Estado piloto

Santa Catarina sai na frente quando se trata da Agenda 2030 que estabelece 17 objetivos de desenvolvimento sustentável. É o estado piloto do Programa Nacional de Capacitação e Estudos Urbanos e Regionais para Sustentabilidade (Ceurs) iniciado pela USP e desenvolvido pelos professores da Ufsc Roberto Pacheco e Mônica Carneiro, depois que a proposta foi acolhida pela Câmara dos Deputados e Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, via emendas parlamentares da deputada federal Ângela Amin (PP).
Já está rolando a segunda turma da formação que é gratuita para agentes públicos e privados.

Rio 92 + 30

No Rio de Janeiro, esta semana, ocorre a Glocal Experience, na Marina da Glória, para depois de 30 anos repassar a agenda do crescimento econômico inclusivo, com o fim da pobreza e padrões de produção sustentáveis.

IPVA parcelado

Deputados Bruno Souza (Novo) e Milton Hobus (PSD) protocolaram projeto de lei que permite o parcelamento em até 12 meses do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). Atualmente, o máximo são três parcelas. O imposto vem pesando no bolso, porque sofre reajustes com base no valor de mercado do veículo que passa por altas históricas e variação inflacionária incomparáveis. “A lei atual é de 1989, ou seja, não reflete a atual realidade. Assim, é necessário que façamos uma atualização, permitindo o parcelamento em até 12 parcelas, o que não trará qualquer prejuízo para a Fazenda”, destaca deputado Bruno Souza.

Gesto de Edinho

O gesto de acomodação das pretensões e humores no MDB começou na sexta, pelas mãos do presidente da sigla em Santa Catarina, Edinho Bez, que conversou com o ex-prefeito de Jaraguá do Sul Antídio Lunelli, pré-candidato ao governo, durante duas horas e meia. Ao convocar a Convenção Estadual para 23 de julho, Bez acatou proposição do ex-governador Paulo Afonso Vieira para que a inclusão de nomes ocorra na convenção. É provável até que Paulo Afonso não concorra, mas de novo ajudou o partido a sair do impasse criado na reunião de junho, no Castelmar, quando queriam bater o martelo pela candidatura própria. “Minha formação política é de resolver as coisas no diálogo e com serenidade”, disse Edinho ao final da reunião de sexta.

Fonte: Clicsc