keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Menina de 13 anos do Macapá está desaparecida em Balneário Camboriú

Qualquer informação pode ser passada para o (47)99241-9225 ou (47)99161-4381

X
Arquivo Pessoal

A adolescente Juliane Batista Rodrigues, de 13 anos, está desaparecida deste a manhã desta sexta-feira (12). Segundo informações da família, a menina, que é natural de Macapá (AP), foi vista pela última vez no bairro Nações em Balneário Camboriú.

O pai da jovem se chama Rosinei de Sousa Rodrigues e a família está desesperada. Qualquer informação pode ser passada para o (47)99241-9225 ou (47)99161-4381.

Fonte: Clicsc

Geral

Corpo de jovem que salvou dois meninos de morrerem fogados é encontrado

O corpo de Eduardo Cordeiro Rocha, de 21 anos, foi localizado na manhã deste domingo (05), no rio Bracinho, em Schroeder, no Norte do Estado. O jovem havia desaparecido nas águas, após resgatar duas crianças […]

Geral

Vídeo: Cobra com sede fica presa em latinha de cerveja

Imagina uma cobra buscando por água mas encontrando na verdade cerveja em um lata. Foi o que aconteceu na India. A cobra ainda ficou presa dentro da lata e o vídeo do resgate rivalizou nas […]

Geral

Tragédia: Cadeirante não consegue sair de casa e morre carbonizado em SC

Durante o processo de rescaldo do incêndio, o corpo da vítima foi localizado totalmente carbonizado

Geral

Relatório do IMA aponta que 78,8% dos pontos analisados no Litoral estão próprios para banho

De novembro a março, considerado alta temporada, os resultados das amostras são divulgados toda semana

Geral

Paulinha homenageia Hospitais filantrópicos em sessão especial da Alesc

Paulinha afirmou que a homenagem foi a forma encontrada para trazer luz ao trabalho edificado pelas mãos dos profissionais e dirigentes das unidades de saúde

Mais notícias

Segurança

Homem incendeia a própria casa para se livrar de infestação de cobras

Bombeiros acreditam que o fogo começou no porão e se alastrou pelo resto da casa

Segurança

‘Serial Killer’ que matava gays em SC e PR é condenado a 30 anos de prisão

José Soroka marcava encontros pelo Grindr e estrangulava os rapazes