keyboard_backspace

Página Inicial

economia

Mesmo com projeção de reajuste, GNV manterá competitividade em SC

Atualmente, há cerca de 112 mil usuários de GNV com carros emplacados em Santa Catarina, segundo dados do Denatran.

X
Foto: Divulgação

O Gás Natural Veicular (GNV) manterá competitividade frente à gasolina e ao etanol mesmo após reajuste, que acontecerá a partir de julho. A projeção, realizada pela Companhia de Gás de SC (SCGÁS), pode ser consultada em uma ferramenta criada pela distribuidora que promove um comparativo entre os combustíveis.

A tarifa do combustível em Santa Catarina é regulada pela Agência Reguladora dos Serviços Públicos de SC (Aresc) e sofre duas variações ao ano no preço de distribuição aos postos, em janeiro e julho, diferente de outros combustíveis, que variam quase mensalmente.

Atualmente, há cerca de 112 mil usuários de GNV com carros emplacados em Santa Catarina, segundo dados do Denatran. A frota é composta, em sua maioria, por motoristas de aplicativo e representantes comerciais, que percorrem grandes distâncias com seus veículos diariamente. Esses proprietários resgatam os investimentos nas instalações dos Kits GNV mais rapidamente.

“Cada vez mais motoristas estão adaptando seus veículos e economizando com o GNV. Isso se deve a competitividade histórica do produto, o fenômeno do transporte por aplicativos, e também pela segurança regulatória que nos permite expandir cada vez mais ampliar a oferta do produto”, diz o presidente da SCGÁS, Willian Anderson Lehmkuhl.

Para o presidente da Associação das Convertedoras de Gás Natural (ACGNV), Layonn Volpato, a tarifa regulada acaba “trazendo mais estabilidade ao usuário” e é um dos fatores que levam os motoristas a optarem pelo GNV.

Por conta dessa regulação, a tarifa fica congelada por seis meses no Estado, sofrendo reajustes, ordinariamente, influenciada por preços do petróleo tipo brent no cenário internacional, que é a mecânica de precificação estabelecida para o gás natural em todo o país.

Em maio, a competitividade do GNV foi de 47% em relação à gasolina e de 58% quando comparado ao etanol, segundo cálculo realizado pela SCGÁS com dados da Associação Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Além disso, a SCGÁS comercializa o GNV aos postos por 2,3725 R$/m³, o valor mais baixo entre todas as distribuidoras do país.

Outra vantagem do GNV é a segurança em relação aos demais combustíveis, pois os usuários realizam inspeções anuais. “Todos os carros a gás natural fazem inspeções anuais visando sempre a segurança em todos os sentidos, não apenas do kit mas do veículo em geral, como teste em freios, suspensão e iluminação”, explica Volpato.

Fonte: Clicsc

economia

Porto de Itajaí registra crescimento de 10% em cargas movimentadas no primeiro semestre de 2021

A movimentação em toneladas representou 3.141.965 contra 2.859.865 no mesmo período do ano anterior

economia

Safra catarinense de arroz se mantém estável em 2021, com produtividade superior no Sul de SC

SC permanece na segunda posição entre os estados produtores de arroz, contribuindo nesta safra com aproximadamente 11% da produção nacional.

economia

SCGÁS lança edital de projetos sociais voltado às comunidades lindeiras

O edital, realizado com recursos próprios do custeio da empresa, está disponível aqui e aceita propostas até 6 de agosto de 2021

economia

Porto de Itajaí registra crescimento de 10% em cargas movimentadas no primeiro semestre de 2021

A movimentação em toneladas representou 3.141.965 contra 2.859.865 no mesmo período do ano anterior

economia

Governador libera R$ 62 milhões para investimentos na cidade de Chapecó

Ele salienta que, assim como ocorre em Chapecó, os investimentos do Governo do Estado estão sendo feitos em todas as regiões catarinenses

Mais notícias