keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Mistério: Amigas desaparecem após irem em balada clandestina

Polícia Civil investiga desaparecimento das duas jovens de 26 e 35 anos

X

O desaparecimento de duas jovens após irem a uma festa está sendo investigada pela Polícia Civil. As amigas decidir ir até a balada conhecida como Paraíso na Lajem localizada na rua Silveira Sampaio, no bairro do Morumbi, próximo à comunidade de Paraisópolis, na Zona Sul de São Paulo, na última quinta-feira (3). Julia Renata Garcia Rafael, de 26 anos, e Claudia Cristina, de 35, teriam chegado por volta das 21 horas.

O proprietário do local afirmou que as amigas foram com ele até o local da festa e aproveitaram, apesar da aglomeração de cerca de 200 pessoas, em plena pandemia de Covid-19. Por volta das 4h, uma amiga de Claudia enviou uma mensagem perguntando onde ela estava, enquanto aguardava próximo da festa em um estacionamento, onde uma van a levaria para casa. Claudia respondeu que ainda estava na casa noturna e esta foi a última mensagem registrada.

Segundo as investigações, as amigas perderam a carona com a van e conhecidos desconfiam que elas possam ter aceitado uma carona de algum frequentador ou solicitado uma corrida por aplicativo, mas as hipóteses ainda são apuradas. A festa foi encerrada por volta de 4h. Ele conta que não chegou a conversar, apenas liberou a entrada delas.

O dono da balada ainda informou que é necessário cadastro para entrada e saída na balada em dias normais, mas afirmou que não há controle de pagamentos porque estão em reforma, com computadores e câmeras desativadas.

Os familiares de Julia foram até o apartamento em que ela mora. No local encontraram documentos, cartões e bolsas. Pelo que foi encontrado, os familiares afirmam que não há indícios de que ela tenha voltado para casa depois da festa. Os celulares das duas foram desligados no mesmo horário na manhã de quinta-feira.

Na manhã desta quarta-feira (9), o delegado Nico Gonçalves, chefe do Dope (Departamento de Operações Policiais Estratégicas) afirmou ao Balanço Geral Manhã que as Polícias Civil, Militar e GCM continuam nos trabalhos de investigação e buscas pela comunidade de Paraisópolis para encontrar as amigas desaparecidas. Nico Gonçalves completou que a polícia tem que trabalhar com todas as possibilidades, não descartando, pelo tempo de desaparecimento, que elas possam ter sido mortas, mas que ainda há esperança para encontrá-las com vida.

Segurança

Homem morre eletrocutado tentando furtar fio elétrico em Itajaí

Para derrubar a fiação, que fica a uma altura de aproximadamente quatro metros, ele usou um pedaço de madeira com um cano com uma serra na ponta

Segurança

Homem é espancado após ser confundido com Lázaro Barbosa

O caso aconteceu na cidade de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul

Segurança

Mulher que matou filha de 41 dias de vida é condenada a mais de 18 anos de prisão em SC

Segundo depoimentos, ao ser informada sobre a morte da bebê, a mãe não teria esboçado reação e não parecia nervosa.

Segurança

Músico faz canção e grava clipe sobre buracos BR-470

A música é endereçada ao ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, a quem o artista descreve na música como um bom gestor. A partir daí começam as cobranças. “Vem ver nossa situação”, é o primeiro pedido.

Segurança

Picape roubada no Paraná é recuperada na BR-101 com joias e relógios

Policiais rodoviários federais recuperaram na tarde de terça-feira (22), na BR-101 em Garuva, uma Toyota Hilux com registro de furto/roubo. Os agentes receberam a informação de que uma picape realizava manobras perigosas na rodovia. Ela […]

Mais notícias

Segurança

Homem morre eletrocutado tentando furtar fio elétrico em Itajaí

Para derrubar a fiação, que fica a uma altura de aproximadamente quatro metros, ele usou um pedaço de madeira com um cano com uma serra na ponta