keyboard_backspace

Página Inicial

Política

Moro recebeu R$88 mil em salários e gastou R$110 em viagens do Podemos antes de sair do partido

Leia na Coluna Esplanada de hoje direto de Brasília

X
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Custo Moro

Orçado em mais de R$ 1 bilhão para este ano, o Fundo Partidário, conhecido como Fundão – financiado pelos cofres públicos – banca altos salários, viagens, hospedagens, regalias e outras despesas dos pré-candidatos à Presidência da República. Questionado  pela Coluna, o Podemos confirma que Sergio Moro recebeu mais de R$ 88 mil em salários e custou ao partido cerca de R$ 110 mil em viagens e hospedagens. O ex-juiz da Lava Jato abandonou a legenda e se filiou ao União Brasil.

Lula 

O PT informa à Coluna que o salário mensal do ex-presidente Lula da Silva – pago pelo Fundão – é da ordem de R$ 20 mil. O partido não especifica outros gastos.

Líquido  

Também procurado pela Coluna, o PDT posiciona que o salário do pré-candidato Ciro Gomes é de R$ 22 mil líquidos. O PL não revela o valor do salário de Valdemar Costa Neto.

Reforço

Gilberto Kassab está feliz com o avanço do PSD no DF. A bancada se fortaleceu na Câmara Legislativa, tornou-se a segunda maior da Casa e terá nomes potenciais para a eleição deste ano.

Peremptório

Circula no meio jurídico a revista do “Cartório 15” que estampa na capa uma entrevista com o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira. Ao contrário do que disse o presidente do TSE, ministro Edson Fachin, de que a democracia está ameaçada, Ciro Nogueira é peremptório ao afirmar que não existe risco algum.

Sólida

“De forma nenhuma nossa democracia está ameaçada. O risco é zero. Somos uma democracia sólida, a quarta maior do mundo em números de eleitores, ficando atrás apenas da Índia, dos Estados Unidos e da Indonésia. Não vejo absolutamente nenhum risco nesse sentido”, pondera o ministro.

Playlist não autorizada

Artistas críticos ao governo de Jair Bolsonaro vão processá-lo por uso indevido de músicas em propaganda política. A canção ‘Eu quero sempre mais’, cantada por Nasi do Ira! e Pitty, por exemplo, foi usada para divulgar descontos em financiamentos de produtores rurais atingidos pela seca. A playlist não autorizada também inclui obras de Anitta, Charlie Brown Jr, Caetano Veloso e Daniela Mercury. Todos estão indignados.

Em campo 

O Datafolha está em campo no Rio de Janeiro. O instituto seguiu a lógica da Prefab Future Pesquisas e ampliou a cartela de candidatos para serem testados. Estão na lista o general Santos Cruz, Anthony Garotinho, André Ceciliano, Cyro Garcia e Eduardo Serra.

Cartela

Completam a cartela os cinco a que vêm se limitando os institutos: Felipe Santa Cruz, Rodrigo Neves, Claudio Castro, Paulo Ganime e Marcelo Freixo. O resultado da sondagem sai amanhã.

Compliance ambiental

De volta ao Brasil, o ex-Diretor Geral da PF, Fernando Segovia, agora se dedica à advocacia. Recém-aposentado, ele concluiu mestrado em Compliance Anticorrupção pela Universidade de Sapienza (Roma). Segovia acredita que o agronegócio brasileiro pode ser amplamente beneficiado com a aplicação das regras de conformidade ambiental, melhorando a imagem do País no exterior e abrindo novos mercados para os produtos.

Marco legal

Na Câmara, tramita o projeto (PL 5.442/2019), do deputado Rodrigo Agostinho (PSB-SP), que regulamenta os programas de conformidade ambiental no âmbito das pessoas jurídicas que explorem atividades econômicas potencialmente lesivas ao meio ambiente. Para Segovia, a proposta representa uma boa oportunidade para o Brasil dar uma resposta à altura para ONGs e governos que acusam os produtores brasileiros de desmatar e poluir.

Tributação Progressiva

O ministro da Economia da Argentina, Martín Guzmán, falará sobre a experiência do seu país na implantação da Tributação Progressiva, impostos mais altos para os mais ricos. Será hoje, às 12h, em evento do Centro de Pesquisa em Macroeconomia das Desigualdades (Made), no YouTube. Participam Esther Dweck, professora da UFRJ, e a mediadora Laura Carvalho, diretora do Made e professora da USP.

Fonte: Clicsc

Política

Jorginho Mello faz roteiro com entrega em Navegantes e litoral Norte de SC

Jorginho conversou com apoiadores e destinou uma emenda de R$ 400 mil para auxílio a assistência social do município de Navegantes

Política

Vereador de Itapema quer pagamento de ração para animais como forma de compensação ambiental

O Projeto de Lei já foi lido na Sessão e agora segue o trâmite pelas comissões legislativas

Política

Lula deve cumprir longa agenda em Santa Catarina até o fim de maio

Ainda não há data definida para a agenda, que pode ocorrer no final de semana de 21 de maio ou na semana seguinte

Mais notícias

Geral

Tempestade Yakecan: ventos já passaram de 75km/h e Defesa Civil monitora fenômeno

De acordo com a Defesa Civil, até a noite de quarta-feira, 18, o sistema pode se intensificar e ganhar características de Tempestade Tropical, trazendo ventos sustentados, que são contínuos, de 75 km/h.

Economia

Negócios: Estado é apresentado para 30 países no SC Day

Evento foi realizado na Embaixada de Portugal, em Brasília