keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Mulher planejou durante dois meses matar a amiga grávida e roubar o bebê

Durante coletiva de imprensa na tarde desta sexta-feira (28), a Polícia Civil informou que o assassinato de Flávia Godinho Mafra, de 24 anos, era planejado pelo menos desde o mês de junho. A autora do crime foi presa na manhã desta sexta e admitiu em depoimento que planejou o caso para ficar com a bebê de Flávia.

A vítima estava grávida de 36 semanas. Ela havia desaparecido na tarde de quinta-feira (27), quando saiu para um chá de bebê surpresa inventado pela criminosa para atrair Flávia para a emboscada. A mulher e o companheiro serão indiciados por homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e lesão corporal gravíssima, contra o bebê, que está no Hospital Joana de Gusmão, em Florianópolis.

A autora do crime estava grávida até o começo desde ano, quando sofreu um aborto. Sua ideia era matar a amiga e ficar com o filho dela.

O corpo de Flávia foi localizado pelo marido e pela mãe dela. Ainda não é possível saber se o bebê foi retirado com a gestante viva ou se ela já estava morta. A autora do crime admitiu que usou um tijolo para matar a amiga.

Mais notícias