keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Operação busca o patrimônio de quadrilha especializada em furtos de caixas eletrônicos em SC

A Polícia Civil de Santa Catarina deflagrou nesta terça feira (13) a 2ª fase da Operação “Xeque-Mate” com a finalidade de coibir o crime de lavagem de dinheiro e buscar o patrimônio obtido ilegalmente pelo […]

X

A Polícia Civil de Santa Catarina deflagrou nesta terça feira (13) a 2ª fase da Operação “Xeque-Mate” com a finalidade de coibir o crime de lavagem de dinheiro e buscar o patrimônio obtido ilegalmente pelo grupo criminoso que se dedica à pratica de furtos a caixas eletrônicos.

A ação está sendo realizada pela Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC). O objetivo é o cumprimento de medidas cautelares probatórias e assecuratórias relacionadas a investigação de grupo criminoso que tem como crimes antecedentes a pratica de furtos a caixas eletrônicos em todo o território nacional.

A investigação apontou que um grupo catarinense, cujo líder era conhecido como “rei dos caixeiros”, se dedicava à prática de crimes de furtos em caixas eletrônicos, evitando crimes no Estado a fim de não serem investigados pela Polícia Civil local.

Contudo, todo o proveito do crime, as dissimulações de patrimônio e a aquisição de ativos, acontecem no Estado catarinense, viabilizando assim a investigação patrimonial e de lavagem e ocultação de bens.

O objetivo das medidas é a apreensão de documentos capazes de confirmar as hipóteses de ocultação e dissimulação aptas a caracterizar a lavagem de dinheiro, confirmar a real situação do patrimônio sem lastro, a identificação de outros bens que não haviam sido identificados, possivelmente em nome de laranjas e, principalmente, sufocar financeiramente o grupo criminoso com a apreensão e indisponibilidade de ativos que tenham sido adquiridos ou que sejam fruto de valores auferidos com a prática criminosa.

Ao todo, foram cumpridos nove mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça em três cidades: Joinville, Camboriú e Balneário Camboriú.

R$ 10 milhões

Na 1ª fase da operação já havia sido decretada judicialmente a indisponibilidade de seis imóveis, 22 veículos e uma moto aquática, sendo nesta 2ª fase também determinada a indisponibilidade de mais oito imóveis e 13 veículos, cujo valor total ultrapassa os R$ 10 milhões.

As investigações foram procedidas pela Delegacia de Investigação de Lavagem de Dinheiro (DLAV/DEIC/PCSC), contaram com o suporte técnico do Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro (Lab-LD/PCSC) e apoio operacional das demais Delegacias de Polícia da DEIC/PCSC.

Fonte: Clicsc

Segurança

Crueldade! Cachorra comunitária é esfaqueada após dar à luz em Bombinhas

Penelope é conhecida por ser uma cachorrinha muito dócil, querida e amorosa

Segurança

Som alto leva a polícia até festa ilegal com 250 pessoas

Dentro do galpão, foram apreendidas caixas de som, dois alto-falantes e dois tweeters, que são reprodutores sonoros de frequências altas.

Segurança

Homem é encontrado morto com tiros na cabeça após receber ameaças

No local, ao lado do corpo, estavam uma motocicleta e uma gaiola, que a polícia não sabe dizer se tinha relação com o crime ou não

Segurança

Ataque a tiros em restaurante mata jovem e deixa adolescente ferido em SC

A Polícia ainda não identificou os suspeitos e está investigando o caso

Segurança

Polícia dá dicas de como não cair no “Golpe de Amor”

Os golpistas buscam dados de suas vítimas em aplicativos de relacionamento e namoro. O primeiro contato é feito pelo site de relacionamento e depois pelo WhatsApp. Após iniciar conversas amorosas com fotos de uma pessoa […]

Mais notícias

animal

Seis pernas, duas cabeças, tromba de elefante: Relembre casos raros de porcos mutantes

Relembre os nascimentos mais inesperados desses animais e que aconteceram, até mesmo, em Santa Catarina

Segurança

Crueldade! Cachorra comunitária é esfaqueada após dar à luz em Bombinhas

Penelope é conhecida por ser uma cachorrinha muito dócil, querida e amorosa