keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Pelo menos 10 cidades de SC estão com infestação de escorpiões-amarelos

Segundo a Dive, nenhum óbito provocado por escorpiões foi registrado neste ano em Santa Catarina, todavia, são 135 acidentes envolvendo o aracnídeo - um em Içara. Em Criciúma, não houve registro.

X
Foto: Divulgação

Cidades de Santa Catarina que apresentaram muitos casos de pessoas picadas por escorpiões-amarelos (Tityus serrulatus) estão preocupando autoridades de saúde. As informações são da Diretoria de Vigilância Sanitária do estado.

A Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) de Santa Catarina considera que 10 cidades do estado infestadas pelo escorpião-amarelo (Tityus Serrulatus). Além de perigoso à saúde, o escorpião-amarelo tem fácil a adaptação a qualquer ambiente.

Na pior das hipóteses, a picada do escorpião-amarelo pode levar à morte. O ferrão também pode provocar quadros de hipertensão e taquicardia, náuseas, vômitos e sonolência, sendo recomendada a procura imediata por uma Unidade Básica de Saúde (UBS). 

Segundo a Dive, nenhum óbito provocado por escorpiões foi registrado neste ano em Santa Catarina, todavia, são 135 acidentes envolvendo o aracnídeo – um em Içara. Em Criciúma, não houve registro.

“A localidade que teve mais registros foi Curitibanos com 27 acidentes, porém a espécie mais comum neste local é o Tityus costatus, considerado uma espécie endêmica em SC e de pouca importância médica. Todos os municípios que registram a presença de Tityus serrulatus (espécie invasora de áreas urbanas e de importância médica) são considerados infestados e devem manter as ações de controle”, diz a Dive.

Ainda conforme o órgão, o escorpião-amarelo pode se reproduzir sem a necessidade de acasalamento, uma vez que neste espécie só há fêmeas.

“Esse fenômeno facilita sua dispersão; por causa da adaptação a qualquer ambiente, uma vez transportado de um local a outro, instalam-se e proliferam com muita rapidez. Além disso, a introdução de T. serrulatus em um ambiente pode levar ao desaparecimento de outras espécies de escorpiões devido à competição”.

O único município do estado com aumento na incidência do escorpião-amarelo é Itajaí. Dados da Dive mostram que há mais registros neste ano do que em todo o ano passado. Entre as recomendações, é importante a organização e limpeza de quintais, remoção de entulhos de construção e o fechamento de possíveis frestas nas casas.

“Não acumular lixo e resíduos orgânicos já que estes atraem baratas que servem de alimento aos escorpiões. Não é recomendada a utilização de venenos para o controle de escorpiões. Estes produtos, além de não possuírem, até o momento, eficácia comprovada para o controle do animal, podem fazer com que eles deixem seus esconderijos, aumentando a chance de acidentes”, informa a Dive.

Fonte: Clicsc

Geral

Prefeitura de São José promove o incentivo à alimentação e à agricultura familiar

Atualmente o Município conta com 19 agricultores familiares vinculados, sendo ofertados mais de 30 produtos orgânicos,

Geral

Justiça volta a negar revogação de prisão preventiva de caminhoneiro que arrastou moto na BR-101

O caso ficou conhecido nacionalmente depois que as cenas do caminhão arrastando a moto com o piloto pendurado na porta do motorista, por mais de 20 quilômetros

Geral

Carro de deputado catarinense tem dois pneus estourados na BR-470

O deputado estadual de Santa Catarina, Ismael dos Santos (PSD), teve dois pneus de seu carro estourados após passar em um buraco na BR-470, na descida da Serra de São Miguel, próximo a cidade de […]

Geral

Estranho comportamento do núcleo da Terra tem deixado cientistas intrigados

O estudo foi realizado por sismólogos da Universidade da Califórnia, em Berkeley, nos Estados Unidos, e publicado na revista científica Nature Geoscience

Geral

Vídeos impressionantes mostram navio desgovernado atingindo balsas no Porto de SP

Navio dinamarquês estava carregado com contêineres cheios no momento do acidente

Mais notícias

Geral

Prefeitura de São José promove o incentivo à alimentação e à agricultura familiar

Atualmente o Município conta com 19 agricultores familiares vinculados, sendo ofertados mais de 30 produtos orgânicos,