keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

PGE vai recorrer de sentença que extinguiu ação contra aumento do gás natural aplicado pela Petrobras

 Procuradoria-Geral do Estado (PGE/SC) vai recorrer da decisão do juiz Laudenir Fernando Petroncini, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Florianópolis, que extinguiu a Ação Civil Pública Cível movida pelo Estado para evitar […]

X

 Procuradoria-Geral do Estado (PGE/SC) vai recorrer da decisão do juiz Laudenir Fernando Petroncini, da 1ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Florianópolis, que extinguiu a Ação Civil Pública Cível movida pelo Estado para evitar reajuste no preço do gás natural comercializado em Santa Catarina. A decisão foi publicada no início da noite desta sexta-feira, 29, no âmbito do processo ajuizado pela Procuradoria após determinação do governador Carlos Moisés da Silva.

O órgão central de serviços jurídicos do Estado já havia obtido manifestação favorável no final de 2021, e pleiteava que a decisão do juiz Rudson Marcos da época fosse prorrogada até dezembro de 2022 ou, ao menos, a conclusão das obras do Terminal de Regaseificação de São Francisco do Sul, que estão 60% concluídas. Isso evitaria um aumento médio de 40% sobre o preço do gás natural comercializado em Santa Catarina.

Os procuradores do Estado alegam que o repasse vai impactar o fornecimento de gás feito a milhares de residências e estabelecimentos comerciais e industriais, assim como o abastecimento de boa parte da frota de veículos, especialmente aqueles utilizados para o transporte de passageiros – táxis e aplicativos.

“Boa parte da indústria de grande porte será prejudicada, em especial o polo cerâmico catarinense, no qual o custo do gás representa cerca de 20% de todas as despesas operacionais. Trata-se de um impacto gigantesco e irreversível na economia estadual, especialmente no orçamento das famílias, já corroído pela inflação e pela crise econômica provocada pela pandemia de Covid-19”, afirma a PGE/SC nos autos.

O gás natural sofreu reajustes por parte da Petrobras, que foram repassados pela SCGás, da ordem de 30% em janeiro e 40% em julho de 2021.

“Vamos continuar defendendo os consumidores catarinenses de gás e atuando contra uma política de preços arbitrária praticada pela Petrobras. Não concordamos com a decisão da Justiça proferida nesta sexta-feira, e por isso recorreremos para defender a economia de Santa Catarina – diz o procurador-geral do Estado, Alisson de Bom de Souza.

O aumento nos valores do gás natural comercializado pela Petrobras também foi alvo de ações judiciais protocoladas por outras unidades federativas, como Alagoas, Ceará, Espírito Santo, Rio de Janeiro e Sergipe, que obtiveram liminares favoráveis à suspensão do reajuste.

Atuam no processo, além do procurador-geral do Estado e do procurador-geral adjunto para Assuntos Jurídicos, Sérgio Laguna Pereira, os procuradores do Estado Daniel Cardoso e Gabriel Pedroza Bezerra Ribeiro.

Fonte: Clicsc

Cidades

Balneário Piçarras ativa abrigo de inverno nesta segunda-feira (16)

Secretaria de Assistência Social realizará trabalho de campo para localizar os moradores de rua

Cidades

Alunos participam de aula especial com os Bombeiros Militares de Itapema

A aula foi um pedido feito pela Professora de Educação Física Rubya e contou também com uma gincana

Cidades

Prefeitura de São José promove Semana da Enfermagem a partir de segunda-feira

Durante os cinco dias serão apresentadas oficinas com temas como autocuidado, saúde mental, yoga, defesa pessoal

Cidades

São José promove concurso para eleger os melhores projetos ambientais da rede municipal de ensino

Secretaria de Educação de São José lançou o Concurso Dia do Desafio do Meio Ambiente para motivar a comunidade escolar

Cidades

Município de São José recebe R$ 350 mil para custeio da saúde da Deputada Federal Geovania de Sá

Prefeito Orvino Coelho também recebeu a visita do deputado estadual Ismael dos Santos

Mais notícias

Geral

Ministério Público Federal investiga prazo de entrega do Contorno Viário de Florianópolis

O MPF pediu à Agência Nacional dos Transportes Terrestres (ANTT) que apresente os percentuais de conclusão das obras em sete de janeiro de 2021 e em 20 de fevereiro de 2020, destacando eventuais alterações no cronograma de conclusão

Geral

Aumenta cobrança pela conclusão das obras do Contorno de Florianópolis

Senadores, deputados e Vereadores querem o cumprimento do prazo de dezembro de 2023