keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

PMs salvam bebê de 12 dias que se engasgava em Balneário Camboriú

Os agentes pegaram a criança e fizeram manobras para desobstruir as vias aéreas

X

A Polícia Militar patrulhava a Avenida Marginal Leste, em Balneário Camboriú, quando foi abordada por uma família pedindo socorro. O fato aconteceu neste domingo (31). Os pais informaram que seu filho, de 12 dias, estava se engasgando com leite materno e estava sem respirar.

Os agentes pegaram a criança e fizeram manobras para desobstruir as vias aéreas. Em seguida, se deslocaram com prioridade para a Unidade de Pronto Atendimento no bairro das Nações.

Durante o trajeto, os Policiais conseguiram desengasgar o bebê, que voltou a respirar e normalizar os sinais vitais. Após passar por atendimento médico na UPA, o bebê foi liberado.

Segurança

Mais de 22 mil garrafas de vinho são apreendidas na fronteira com a Argentina

As garrafas apreendidas, algumas com valor de revenda no varejo próximos a R$ 2 mil, somaram um valor estimado de R$ 4 milhões.

Segurança

“Minha segunda voz na vida”, diz cantor Leonardo sobre amigo que morreu com disparo acidental

Cantor escreveu texto emocionante de despedida a Milton Rodrigues, morto por um disparo acidental de arma de fogo

Segurança

Bombeiros encontram homem desaparecido por dois dias em Luiz Alves

O homem, de 51 anos, foi encontrado no final da manhã, próximo ao Morro do Baú.

Segurança

Policiais continuam fiscalização para cumprimento dos regramentos sanitários da Covid-19

Após um fim de semana de 31 horas de fiscalização e monitoramento para manter as medidas sanitárias contra a propagação da Covid-19 em Santa Catarina, Polícia Militar e Polícia Civil seguem nesta semana realizando ações […]

Mais notícias

coronavirus

Itapema aplicou mais de 1500 vacinas contra o coronavírus

O programa está disponível para público-alvo da primeira fase da imunização conforme o Plano Nacional

Segurança

Mais de 22 mil garrafas de vinho são apreendidas na fronteira com a Argentina

As garrafas apreendidas, algumas com valor de revenda no varejo próximos a R$ 2 mil, somaram um valor estimado de R$ 4 milhões.