keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Poderosa linha de tempestades avança para Santa Catarina no final de semana

Uma poderosa linha de tempestades avança da Argentina e do Uruguai para os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná

X

A previsão do tempo é para um cenário de tempo severo no Sul do Brasil neste final de semana, principalmente no sábado. Segundo site MetSul, especializado em avisos meteorológicos, uma poderosa linha de tempestades avança da Argentina e do Uruguai para os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

Há risco de temporais durante o sábado (19). Em Santa Catarina, segundo a Defesa Civil, o dia começa com sol entre poucas nuvens, porém há condições para temporais severos no decorrer do dia devido ao avanço de uma frente fria. A chuva começa no início da tarde no Oeste e se desloca para as demais regiões. Há risco moderado a alto para desastres associados a chuva forte, rajadas de vento e queda de granizo.

No Rio Grande do Sul, a previsão é de risco de vendavais onde as rajadas podem passar dos 100km/h, capazes de causar danos como destelhamentos, queda de árvores e de postes, colapso de estruturas e ainda falta de energia. As tempestades podem ainda trazer granizo de variado tamanho e chuva com volumes muito altos em curto período.

Para o domingo (20), a previsão em Santa Catarina é de dia com muita nebulosidade e chuva. A frente fria se desloca rapidamente pelo Estado provocando chuva em todas as regiões. Há condições para tempestades severas, portanto se mantém o risco moderado a alto para desastres associados a chuva forte, rajadas de vento e queda de granizo.

Ciclone não vai se formar Sul do Brasil

Uma área de baixa pressão que se deslocará pelo Centro da Argentina vai dar origem a um ciclone extratropical profundo no Leste da Argentina no sábado, longe do Sul do Brasil. É associado a este centro de baixa pressão que estará a linha de tempestades que se formará no ambiente ciclogenético (de formação do ciclone). A tendência é que este ciclone permaneça sobre o mar e gradualmente se afaste do continente durante o fim de semana, em nenhum momento alcançando o Rio Grande do Sul e sem qualquer paralelo com o ciclone bomba do inverno.

No Rio Grande do Sul, como este sistema impulsionará ar mais frio para o Estado e que ingressará no final do domingo no Sul e nas demais regiões na segunda, podem ocorrer rajadas de vento por vezes forte na segunda, mas que não enxergamos tenham potencial de danos.

O ciclone, por outro lado, deve gerar vento muito intenso sobre o mar na costa argentina, o que vai gerar uma pista de vento sobre o oceano que gerará agitação marítima. O swell gerado deve alcançar a costa do Rio Grande do Sul no começo da próxima semana com ondas altas e ressaca na orla. As atividades do porto de Rio Grande podem ser afetadas.

Geral

Boto-cinza encalha morto na Beira Mar Norte em Florianópolis

Um boto-cinza (Sotalia guianensis) encalhou morto na Beira Mar Norte, em Florianópolis, na manhã deste sábado, 16. A equipe da R3 Animal foi acionada e, através do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de […]

Geral

Serra do Rio do Rastro está temporariamente interditada para obras de contenção

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade (SIE) segue com as obras de contenção de encosta na SC-390, a Serra do Rio do Rastro. A rodovia está interditada temporariamente em função da continuidade dos […]

Geral

Mulher que difamou ONG de proteção aos animais em rede social pagará danos morais

No dia 31 de agosto de 2019, a mulher adotou um filhote de cachorro e, na ocasião, assinou um termo de responsabilidade pelo animal. Consta nos autos que o documento informava que o filhote ainda […]

Geral

Homem que fazia compras com cheques sem fundos em shopping é condenado pela Justiça

Em juízo, o acusado disse que não foi o responsável por realizar a compra nas lojas, mas assumiu que os cheques eram de sua conta corrente e foram assinados e emitidos por ele. Declarou que […]

Geral

MPSC recebe as informações sobre fiscalizações de festas e eventos de final de ano

Registros serão enviados às Comarcas para a análise das Promotorias de Justiça e avaliação sobre a necessidade de instauração de procedimentos para apurar os casos

Mais notícias