keyboard_backspace

Página Inicial

Sem categoria

Polícia apreende adolescentes que realizaram atentado em delegacia de Tijucas

De acordo com o delegado Ricardo Melo, a dupla invadiu o pátio da instituição arrombando um cadeado da Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito), que fica atrás da delegacia, e além de provocarem o incêndio, furtaram duas motocicletas que haviam disso apreendidas.

X

A Polícia Civil de Tijucas com o apoio do Poder Judiciário e do Ministério Público apreendeu dois adolescentes suspeitos de terem ateado fogo em uma viatura descaracterizada pertencente à delegacia. O crime ocorreu por volta da 1h30 de terça-feira (1).

De acordo com o delegado Ricardo Melo, a dupla invadiu o pátio da instituição arrombando um cadeado da Ciretran (Circunscrição Regional de Trânsito), que fica atrás da delegacia, e além de provocarem o incêndio, furtaram duas motocicletas que haviam disso apreendidas.

O fogo foi apagado pela polícia com a ajuda de populares, que conseguiram evitar que as chamas se alastrassem antes dos bombeiros serem acionados. Após as investigações de imagens de câmeras de segurança e características dos indivíduos repassadas por testemunhas, os suspeitos foram localizados. Um deles foi apreendido caminhando na rua no Bairro Praça e o outro em casa.

Além das provas, os menores de 16 e 17 anos confessaram a prática do crime. A dupla permanecerá na delegacia, aguardando vaga no Sistema Socioeducativo e ficará à disposição da Justiça.

Segundo Melo, as investigações deverão continuar afim de descobrir se houve ou não a participação de outros indivíduos na ação assim como se houve a ordem de alguma organização criminal para o atentado. A polícia também buscar saber o paradeiro das motocicletas.

Mais notícias

coronavirus

Itajaí formaliza tratativas para compra de outras duas vacinas contra Covid-19

Administração fez contato com farmacêuticas e aderiu ao consórcio público da Frente Nacional de Prefeitos

Cidades

Itajaí reforça ações de combate e prevenção a Covid-19 nas escolas

Manutenção das atividades é considerada essencial pelo Governo do Estado