keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Polícia fecha clínica de bronzeamento ilegal em Santa Catarina

O estabelecimento oferecia serviços de bronzeamento artificial, os quais eram realizados por meio de câmaras de bronzeamento, cuja utilização é proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), desde o ano de 2009

X
Divulgação

A Polícia Civil prestou apoio na tarde desta quarta-feira (23) à Vigilância Sanitária municipal durante fiscalização a um estabelecimento de estética em Jaraguá do Sul.

O estabelecimento oferecia serviços de bronzeamento artificial, os quais eram realizados por meio de câmaras de bronzeamento, cuja utilização é proibida pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), desde o ano de 2009 porque o princípio de funcionamento dos equipamentos é baseado na emissão de radiação ultravioleta, aumentando substancialmente as chances de surgimento de câncer de pele.

No início deste ano, a Vigilância Sanitária municipal já havia lacrado as três câmaras de bronzeamento artificial deste estabelecimento. Porém, mesmo com a lacração, foi apurado que a proprietária continuava a fazer uso de tais câmaras em sessões pré-agendadas com clientes.

Assim, na tarde desta quarta-feira, uma nova fiscalização foi realizada no estabelecimento, quando se constatou que os lacres anteriormente fixados haviam sido rompidos pela proprietária, o que comprova que os referidos equipamentos continuavam a ser usados.

Diante disso, os fiscais da Vigilância procederam a nova lacração de todos os equipamentos e promoveram a interdição total do estabelecimento pela reiteração da proprietária em descumprir as determinações anteriormente impostas.

Além dos procedimentos administrativos instaurados pela Vigilância Sanitária, a proprietária também responderá a inquérito policial, que apura a possível prática de crime contra as relações de consumo.

Conforme Resolução nº 56, de 9 de Novembro de 2009, da ANVISA, é proibido o uso de equipamentos para bronzeamento artificial, com finalidade estética, baseados na emissão de radiação ultravioleta, porquanto restou comprovado que causam malefícios a saúde humana.

Fonte: Clicsc

Segurança

Operação conjunta é realizada no Caixa d’Aço em Porto Belo

Ações tinham objetivo de coibir som excessivo nas embarcações

Segurança

Menino de 2 anos é encontrado sozinho na rua em SC durante a madrugada

Moradora abrigou a criança e acionou o Conselho Tutelar

Segurança

Vídeo: Homem leva amante para vacinar, encontra esposa na fila e causa briga generalizada

Além da esposa, homem encontrou a cunhada; Foi então que a briga começou

Mais notícias