keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Polícia Federal coloca presidente da Assembleia, deputado Júlio Garcia, em prisão domiciliar

Parlamentar está neste momento prestando depoimento na sede da PF, em Florianópolis

X

A nova fase da operação Alcatraz, batizada de Hemorragia pela Polícia Federal, colocou em prisão domiciliar o presidente da Assembleia Legislativa do Estado, deputado estadual Júlio Garcia (PSD). Segundo a PF, uma organização criminosa pode ter fraudado contratos na ordem de R$ 500 milhões. R$ 50 milhões estão em investigação nesta fase, que obteve 11 mandados de prisão em Florianópolis, Xanxerê e Joinville.

A informação da prisão do parlamentar foi confirmada pelopelo advogado do deputado, Cesar Abreu. Julio Garcia está na sede da Polícia Federal, em Florianópolis, para prestar esclarecimentos, e o mandado prevê prisão domiciliar. Ele também disse que a defesa ainda não se manifestará sobre a prisão porque não teve acesso aos detalhes da decisão que embasaram o pedido.

Leia sobre a operação

Fraudes na saúde em SC podem chegar a R$ 500 milhões

Além do deputado Julio Garcia, o empresário Jefferson Colombo, dono da empresa Apporti, foi preso preventivamente. A prisão preventiva do empresário foi confirmada pelo advogado dele, Francisco Ferreira. Em uma das denúncias da fase anterior da Operação Alcatraz, Jefferson Colombo foi apontado como operador financeiro do deputado estadual Julio Garcia no suposto esquema investigado.

Fonte: Clicsc