keyboard_backspace

Página Inicial

Sem categoria

Policiais levam alegria a crianças do Hospital de Florianópolis

Cerca de 40 policiais rodoviários federais apareceram para brincar com elas e levar apoio nesse momento difícil da vida.

A manhã desta terça-feira foi diferente para crianças em tratamento contra o câncer no Hospital Infantil Joana de Gusmão, em Florianópolis. Cerca de 40 policiais rodoviários federais apareceram para brincar com elas e levar apoio nesse momento difícil da vida.

Além de ganhar brinquedo, pipoca e pirulito, as crianças tiveram recreação, pintura no rosto e brincaram com cães. Elas também se divertiram muito ajudando a raspar o cabelo dos policiais. A ideia do corte na máquina zero é que as crianças se reconheçam nos policiais, para elas sinônimo de força, de super heróis, e assim resgatem a autoestima afetada pelo tratamento contra o câncer.

A campanha “Policiais contra o Câncer Infantil” está no terceiro ano. Em Santa Catarina, ela teve a parceira fundamental da AVOS (Associação de Voluntários do Hospital Infantil), do SINPRF/SC (Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de SC), do Salão Bressan, do Centro de Treinamento Canino Cãofiança, Pipocas Bilu e Titita Recreações.

Sobre o câncer infantil – Conforme o Ministério da Saúde, o Brasil registra ao menos 11,8 mil novos casos da doença a cada ano. O câncer infantojuvenil está entre as principais causas de morte na faixa etária de zero a 19 anos no país. O diagnóstico precoce e o tratamento adequado garantem a cura em 80% dos casos.

Mais notícias

Utilidade Pública

Procon de São José atende com agendamento prévio

A medida é necessária para evitar aglomeração de pessoas, sendo que o atendimento deve ser marcado pelo Whatsapp (48) 98477-7790

Segurança

Homem que tinha obsessão por mulher sem manter nenhuma relação com ela é preso em Brusque

Ele dizia que ela não poderia se relacionar com outro, atormentando a vida e a saúde mental da vítima

Segurança

Polícia Civil apreende durante operação drogas e armas em Florianópolis

Área de matagal estaria sendo utilizada como rota de fuga dos traficantes