keyboard_backspace

Página Inicial

economia

Porto Belo desponta no cenário imobiliário impulsionada pela qualidade de vida

O perfil do consumidor mudou bastante, com um aumento de até três dígitos no valor investido para estes produtos

X
Foto: Divulgação

Desde o início da pandemia e com reflexos que se projetam a longo prazo, o mercado imobiliário vem apresentando um crescimento exponencial, impulsionado por ser considerado como uma opção segura e pela consolidação do imóvel como “moeda forte”. Neste contexto, a procura por imóveis em Porto Belo e região, no litoral norte catarinense, vem crescendo exponencialmente a cada ano, e isso é fruto do desenvolvimento e transformação que a cidade vem passando com a chegada de novos empreendimentos e investimentos da administração pública.

Neste cenário, a Vokkan Urbanismo, que já figura como um dos maiores cases de sucesso no mercado imobiliário do Brasil, traz para a cidade o primeiro bairro parque do país, unindo qualidade de vida, bem-estar, segurança, trabalho e lazer em um único espaço. Serão mais de 500 mil metros quadrados de área construtiva, em meio a natureza e rodeados pelo maior parque privado de uso público da região da Costa Esmeralda.

Com a instalação do Viva Park, Porto Belo terá um crescimento na ordem de 30%. “Nossa proposta é, prioritariamente, para primeiro domicílio, mas sabemos que o produto se posiciona também como um potencial investimento, possuindo uma elevada concentração de turistas na alta temporada – 42,3% entre dezembro e março, segundo estudo de potencial de mercado realizado pela Urban Systems, destacando-se ainda mais no mês de janeiro, concentrando 16% da demanda turística de Santa Catarina”, explica Roderjan Volaco, presidente da Vokkan Urbanismo.

O VivaPark nasce para acentuar ainda mais esse crescimento, gerando inicialmente uma média de 2 mil empregos diretos no bairro parque, a curto e médio prazo. “Com o funcionamento completo dos serviços de educação, gastronomia, lazer e entretenimento, esse número será ainda maior”, destaca Roderjan Volaco.

Os dados comprovam o potencial da região escolhida para o projeto, que, além disso, tem grande demanda reprimida desses espaços, crescimento exponencial, oportunidade de agregar produtos e serviços, assim como fatores econômicos, uma vez que o Vale do Itajaí e o norte catarinense correspondem a mais de 60% do PIB de Santa Catarina, congregando 65% dos empregos do Estado.

Em busca deste cenário é que o empresário Junior Diaz está migrando da Grande Florianópolis para Porto Belo. “Quero para meus filhos um futuro diferente, morando próximo do que é relevante e com qualidade, num espaço seguro e com atrativos para toda família”, destaca o empresário.

A pandemia também potencializou o despontar dos diferenciais no mercado, uma vez que, além das mudanças estruturais, uma notável herança desse período de isolamento são os estilos de imóveis. Com tanto tempo de reclusão, as pessoas passaram a valorizar ainda mais a estrutura que um bairro planejado de verdade pode oferecer. “Podemos contar nos dedos as cidades que possuem locais que oferecem tanta infraestrutura, aliada a segurança e com foco na qualidade de vida. E, foi isso que nos fez mudar todo nosso projeto de vida e escolher o VivaPark para consolidarmos nossa família”, completa Diaz.

A tendência para 2021 é de um grande crescimento do mercado da construção civil. Alguns economistas apontam para a possibilidade de um novo boom do mercado imobiliário, como visto entre os anos de 2008 e 2013, nos quais o setor da construção civil viveu um momento de grande euforia.

E os dados corroboram essa aposta, tanto da empresa quanto dos consumidores, que tendem a valorizar experiências com produtos e serviços que sejam autênticos, aponta o estudo da consultoria GFK. O perfil do consumidor mudou bastante, com um aumento de até três dígitos no valor investido para estes produtos. Ainda segundo o estudo sobre luxo feito pela Consultoria Euromonitor International, o mercado de luxo teve expressivo crescimento na pandemia, tanto em faturamento quanto em lançamento de produtos. E mais, o estudo mostra que a projeção é que o mercado de luxo tenha alta de mais de 20% no Brasil até 2023, ou na faixa dos 4% ao ano. Se a previsão se concretizar, o Brasil deve recuperar em 2021 o posto de maior mercado de luxo da América Latina, perdido para o México em 2014. Esses dados fortalecem as marcas que estão investindo neste mercado. Ainda sobre o crescimento deste mercado, o setor de luxo que mais crescerá será o chamado “luxo de experiência”, com alta de 48,2% esperada até 2023. O faturamento do luxo de experiência vai passar de 582,6 milhões de reais em 2018 para 863,5 milhões em 2023. Entre 2013 e 2018, o luxo de experiência já havia crescido 18,3%.

“A Vokkan Urbanismo é uma empresa com grande expertise no mercado da construção civil e que tem como legado oferecer soluções urbanísticas para construir ambientes coletivos mais inteligentes, contribuindo de forma direta no desenvolvimento social e urbano das localidades que se insere. Desta maneira, a empresa irá trazer para Santa Catarina um novo conceito em bairros parques, com a construção de espaços inteligentes e que representem um esforço real para promover a qualidade de vida nos centros urbanos e sua utilidade prática vai além de cenas futuristas. E mais, o empreendimento já se consagrou como o maior lançamento imobiliário da história de Santa Catarina, com registro acelerado de vendas”, finaliza Roderjan Volaco, presidente da Vokkan Urbanismo.

Fonte: Clicsc

economia

Vendas de veículos têm queda de 14,6% em fevereiro

No segmento de carros de passeio, a retração ficou em 10,6%, com a produção de 155 mil automóveis.

economia

Senai tem vagas abertas para capacitação gratuita em segurança digital

Os melhores talentos terão acesso a um programa de estágio ou emprego, posições que serão oferecidas por parceiros e clientes Cisco.

economia

Indústria brasileira cresce 0,4% de dezembro para janeiro

O setor ainda está em um patamar 12,9% abaixo do nível recorde alcançado em maio de 2011

economia

Arrecadação catarinense cresce 5,7% em fevereiro

Os segmentos que tiveram maior crescimento em fevereiro de 2021 em relação ao mesmo mês em 2020 foram o de materiais de construção

economia

Poupança tem maior retirada líquida em fevereiro em cinco anos

A retirada líquida é a maior registrada para meses de fevereiro desde 2016

Mais notícias

Cidades

Vídeo: Boiada é flagrada no meio da rua em Joinville

Um vídeo inusitado vem chamando a atenção nas redes sociais de catarinenses. Na noite desta sexta-feira (05), uma moradora da Zona Leste de Joinville se espantou quando viu uma boiada curtindo a noite na rua […]

Segurança

Homem é preso por ameaçar esposa com duas facas sob efeito de drogas

Um homem foi preso em flagrante na cidade de Jaraguá do Sul na noite desta sexta-feira (05). Segundo informações, o homem de 31 anos ameaçou a companheira armado com duas facas. Ele estaria sob efeito […]