keyboard_backspace

Página Inicial

economia

Bolsonaro afirma que governo não interferirá no preço dos combustíveis

Bolsonaro confirmou que tem conversado com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre o futuro da empresa energética, não descartando, inclusive, a opção de privatização – hipótese que admitiu ser “complicada.”

X

Mesmo com um novo reajuste do preço dos combustíveis, o presidente da República, Jair Bolsonaro, garantiu, no domingo (24), que o governo federal não vai interferir na execução da atual política de preços da Petrobras e de nenhum outro setor.

Bolsonaro, no entanto, confirmou que tem conversado com o ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre o futuro da empresa energética, não descartando, inclusive, a opção de privatização – hipótese que admitiu ser “complicada.”

“Alguns querem que a gente interfira no preço, mas não vamos interferir no preço de nada. Isto já foi feito no passado e não deu certo”, disse o presidente ao admitir que não tem poderes para influenciar na definição de negócios e de preços da companhia.

Petrobras
Criada em 1953, como empresa estatal responsável por garantir o monopólio da produção petrolífera nacional, a Petrobras se tornou uma sociedade de economia mista em 1997. Desde então, embora o Estado continue sendo o principal acionista, ela deve seguir regras de mercado, assegurando os interesses dos demais acionistas.

“Não tenho poderes para interferir na Petrobras. Tenho conversado com o Paulo Guedes sobre o que propormos fazer com ela para o futuro. É um monopólio, a legislação a deixa praticamente independente. Eu indico o presidente [da empresa], e nada mais que isto”, comentou Bolsonaro, que, esta manhã, visitou o Parque de Exposições da Granja do Torto, em Brasília, na companhia do ministro da Economia, Paulo Guedes. “E privatizá-la não é colocar na prateleira e tudo bem. É complicada a situação. Eu teria privatizado muito mais coisas se não tivesse essa burocracia toda”, acrescentou.

Ao falar com a imprensa e com apoiadores, o presidente reconheceu o impacto dos sucessivos aumentos dos combustíveis na inflação brasileira, mas assinalou que o preço dos combustíveis vem subindo em praticamente todos os países.”Infelizmente, pelo preço do petróleo lá fora e o comportamento do dólar aqui dentro, teremos um novo reajuste do preço dos combustíveis a partir desta segunda-feira [25]. Prevendo isto, nós discutimos bastante um auxílio aos caminhoneiros. Sabemos que é pouco, R$ 400 mensais, mas estamos fazendo isto no limite da responsabilidade fiscal”, comentou, a respeito da proposta federal de conceder uma ajuda financeira temporária a cerca de 750 mil caminhoneiros de todo o país, em função da alta do preço do diesel.

Impostos
Bolsonaro também voltou a criticar a fórmula usada para calcular o valor do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) cobrado pelos estados. “Estamos buscando uma forma de minorar este problema. Tanto que, há três meses, entrei com um processo no Supremo [Tribunal Federal], que ainda não se manifestou. Não é justo o ICMS incidir em cima dos próprios impostos federais, da margem de lucro, bem como no frete […] É uma forma de calcular que não é equivocada, é injusta”, disse Bolsonaro, reafirmando que, desde janeiro de 2019, o governo federal mantém os impostos federais congelados.

“O que não acontece com o ICMS [cobrado pelos estados]. Toda vez que há algum reajuste no preço dos combustíveis é muito grande, os governadores ganham ainda mais [com o imposto]. Lamento a demora do STF em decidir esta questão”, concluiu o presidente.

Fonte: Clicsc

economia

Vendas da Black Friday tiveram crescimento discreto em SC

Diferente de 2020, as lojas físicas tiveram uma representatividade maior que as lojas online, na proporção de 60% e 40%, respectivamente

economia

Porto de São Francisco revitaliza estrutura ferroviária interna à espera da safra recorde de soja

A próxima safra de soja no Brasil, que começa no início de 2022, promete ser a maior da história. O Porto de São Francisco do Sul já se antecipou e concluiu as obras de melhoramentos […]

economia

Poderá faltar combustível em dezembro; Petrobras diz que não atenderá toda demanda

Segundo a companhia, pedidos de diesel encaminhados pelas distribuidoras para o mês de dezembro foram atípicos e superiores

economia

Almah, empresa catarinense do setor de condomínios, atinge R$ 1 bilhão em contratos e anuncia novo sócio

Fintech tem revolucionado o mercado condominial por aumentar, em média, 50% a produtividade das administradoras

economia

PIB de Santa Catarina tem aumento de 3,8% em 2019 e alcança R$ 323,26 bilhões

O crescimento e a variação em volume ficaram ligeiramente acima das estimativas realizadas pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE), de 3,5% e R$ 318,2 bilhões

Mais notícias

Geral

Defesa Civil assina termo de compromisso para liberar recursos para novas pontes em São Bento do Sul e Peritiba

O ato contou com a presença do prefeito Antônio Tomazini e do deputado estadual Vicente Caropreso. O valor é de R$ 118.640,60

animal

Vídeo: Morador registra cobras pescando e chega a passar a mão nos animais

O sobrinho do homem conta que há algum tempo a família percebe que havia peixes do lado de fora da lagoa, mas não havia encontrado uma explicação para o fato