keyboard_backspace

Página Inicial

Geral

Primavera será de pouca chuva no Oeste de Santa Catarina

A previsão climática destaca ainda que aumentam no Estado as ocorrências de temporais com granizo e ventania durante os meses de setembro, outubro e novembro.

X
Foto: Ricardo Wolffenbuttel / Secom

Os meses de setembro, outubro e novembro serão de chuva abaixo da média na faixa que vai do Extremo Oeste ao Meio Oeste catarinense. Do Planalto ao Litoral a chuva deve ficar próxima à média histórica. É o que indica a previsão climática, elaborada pelo Fórum Climático, um conjunto de meteorologistas de várias instituições, coordenado pela Epagri, que se reúne mensalmente para discutir a previsão do clima para o próximo trimestre.

O boletim informa que no Oeste persiste a condição de chuva mal distribuída. Com mais nebulosidade e nevoeiros, o Leste de Santa Catarina deve registrar a ocorrência frequente de eventos de chuva, especialmente no Litoral e Vale do Itajaí. “Ressalta-se que eventos localizados, com totais significativos de chuva, podem ocorrer no Oeste e sobretudo no Litoral”, alerta o documento.

A previsão climática destaca ainda que aumentam no Estado as ocorrências de temporais com granizo e ventania durante os meses de setembro, outubro e novembro. Por vezes, a chuva ocorre com totais mais significativos, em curto intervalo de tempo. Por isso, a recomendação é acompanhar a atualização dos avisos meteorológicos na página e nas redes sociais da Epagri/Ciram.

Temperatura

Com relação à temperatura, a previsão é de que ela fique próxima da média climatológica no Litoral e acima da média do Extremo Oeste ao Meio Oeste de SC durante o próximo trimestre. Massas de ar frio são esperadas no restante do inverno, com formação de geada e temperatura negativa. Na primavera, sobretudo em outubro, podem ocorrer episódios de frio, com formação de geada e até temperatura próxima de zero, principalmente no Planalto Sul.

Nevoeiros seguirão frequentes no trimestre, associados à nebulosidade baixa, com redução de visibilidade sobretudo no período noturno, madrugada e amanhecer. A área costeira do Estado deve ser atingida por nevoeiro marítimos mais densos e persistentes.

Médias históricas

Setembro e outubro fazem a transição do inverno para o verão, marcando historicamente o início do período de chuva com totais mensais elevados. A chuva nestes meses está associada à passagem de frentes frias, sistemas de baixa pressão e a Sistemas Convectivos de Mesoescala (SCM). Na segunda quinzena de novembro, as pancadas de chuva de verão, associadas à convecção da tarde, passam a ocorrer com mais frequência.

Em setembro os totais de chuva variam de 150 a 210mm no Oeste e Meio Oeste e de 110 a 170mm nas demais regiões. Outubro registra os volumes de chuva mais elevados do trimestre, variando de 210 a 280mm no Oeste e Meio Oeste e de 140 a 180mm nas demais regiões. Em novembro a chuva ocorre com totais de 130 a 180mm em média.

Ciclones extratropicais atuam no litoral da Argentina, Uruguai e Sul do Brasil no trimestre. O fenômeno provoca ventos fortes e mar agitado, que muitas vezes resultam em ressaca, o que representa perigo às embarcações.

O fenômeno La Niña deve persistir até o final de 2021.

Fonte: Clicsc

Geral

Defesa Civil emite alerta de temporais e descargas elétricas neste sábado em Santa Catarina

A tempestade surge da combinação de umidade e temperaturas elevadas

Geral

Chuvas fortes fazem jazigo desmoronar e cair em terreno ao lado de cemitério

Segundo informações, o incidente ocorreu por conta de uma escavação no terreno ao lado

Geral

Caminhoneiro morre após cair em ribanceira de 100 metros na SC-418

Quando as equipes dos Bombeiros Voluntários chegaram no local, o motorista já estava morto

Geral

Apesar das chuvas dos últimos dias, efeitos da estiagem persistem em SC

Do Oeste ao Litoral Sul, os volumes registrados na primeira quinzena de setembro variaram de 60 a 100 mm, com acumulados pontuais que superaram 125 mm

Geral

Vídeo: Máquina fica atolada durante obra de alargamento da praia de Balneário Camboriú

Foi preciso que outro trator, maior do que o que ficou preso, cavasse a areia da praia e arrastasse para fora o veículo que ficou atolado

Mais notícias

economia

Gasolina mais barata do Brasil: Procon faz posto vender combustível a preço de custo em SC

Procon vai penalizar outros postos e obrigar estabelecimentos a vender gasolina por 24 horas a preço de custo

Geral

Defesa Civil emite alerta de temporais e descargas elétricas neste sábado em Santa Catarina

A tempestade surge da combinação de umidade e temperaturas elevadas