keyboard_backspace

Página Inicial

mundo

Província do Canadá proíbe venda alcoól e maconha a não vacinados e procura pelo imunizante aumenta 300%

O objetivo da iniciativa é reduzir o contato da população não vacinada com os demais habitantes,

X
Ricardo Wolffenbüttel / Secom
Siga-nos no google-news

Autoridade do Quebec, no Canadá, proibiu que pessoas não vacinadas entrassem em lojas que vendem bebidas alcoólicas e maconha. Com isso, a procura pela primeira dose aumentou mais de 300% em uma semana.

O objetivo da iniciativa é reduzir o contato da população não vacinada com os demais habitantes, a fim de proteger ambas as partes e o sistema de saúde. A exigência entra em vigor apenas na próxima terça-feira (18), mas o número de agendamentos já subiu de 1,5 mil para mais de 6 mil por dia na província canadense.

Além dessa ação, a província também pretende cobrar impostos dos adultos que se recusarem a tomar as vacinas contra a Covid-19, exceto aqueles que não puderem recebê-la por motivos de saúde.

Fonte: Clicsc

mundo

Tóquio tem mais de 40 mil novos casos de Covid-19 em 24 horas

É a 1ª vez que uma cidade japonesa atinge esse patamar de infecções

mundo

China: autoridades arrombam casas à procura de casos de covid-19

Ao menos 84 residências foram arrombadas em Guangzhou

mundo

Acidente durante pouso faz avião aterrissar de ‘ponta-cabeça’

Os passageiros e a tripulação foram resgatados, de acordo com as autoridades aeroportuárias

mundo

EUA registram maior alta na inflação dos últimos 40 anos

Acumulado em junho soma 9,1%; Fed deve elevar juros em 0,75% em julho

mundo

Menina é devorada por crocodilo enquanto nadava em rio

A Indonésia abriga 14 tipos de crocodilos, muitos deles de grande porte de comportamento bastante agressivo

Mais notícias

Animal

Homem ganha R$3 mil de recompensa após achar “Elvis”, papagaio desaparecido em Florianópolis

O vizinho afirmou que o pássaro estava no terreno da casa dele desde a noite de sexta (12)

Geral

Fundador da Vinícola Girola morre aos 93 anos em SC

Ele deixa esposa, 10 filhos, 14 netos, 2 bisnetos, familiares e amigos enlutados