keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Receita Federal faz operação em lojas de importados que integram organização milionária de contrabando

Foram apreendidos R$ 500 mil em mercadorias

X

Na manhã desta quarta-feira (24/02), a Receita Federal deflagrou na cidade de Joinville (SC), a operação Leo Nemaeus. Os alvos da operação foram 10 lojas integrantes de uma organização milionária especializada em praticar os crimes de contrabando e descaminho, introduzindo produtos importados no País sem a regular importação e sem a fiscalização de órgãos de controle.

A Receita Federal estima que tenham sido apreendidos cerca de R$ 500 mil reais em mercadorias, principalmente produtos eletrônicos, mas esta quantia pode ser alterada após o término da contabilidade oficial da retenção.

Os produtos, às vezes falsificados, eram colocados à venda em vários pontos comerciais da cidade de Joinville/SC. Por não recolherem devidamente os impostos, as lojas eram beneficiárias de uma concorrência desleal em relação ao restante do comércio da região, além de drenar os cofres públicos de recursos que poderiam ser usados nos sistemas de saúde e educação, por exemplo.

Os consumidores também eram lesados ao adquirirem produtos falsificados, que poderiam causar danos à saúde por não seguir as regras de órgãos regulamentadores como o Inmetro, ou terem a vida útil mais curta do que a esperada.

Ao todo foram fiscalizados 10 pontos comerciais, com a participação de 25 servidores da Receita Federal. As empresas fiscalizadas, além de perderem suas mercadorias, poderão ser excluídas do Simples Nacional. Já os proprietários destes estabelecimentos poderão responder penalmente pelos crimes de contrabando e descaminho.

Ao combater as práticas ilegais relativas ao comércio exterior, a Receita Federal age em defesa da sociedade, buscando proteger os cidadãos e garantir o fortalecimento da indústria nacional, com a geração de empregos no País.

Os produtos apreendidos podem ser leiloados, doados para instituições de caridade ou incorporados em órgãos públicos. Aqueles de importação proibida, como mercadorias piratas, passam por um processo de destruição e, sempre que possível, de reciclagem de seus componentes.

A Receita Federal ressalta que haverá um aumento destas operações para combater o comércio ilegal, pois este causa danos à sociedade, principalmente, em um período de recuperação da economia pós-pandemia. O próprio nome da operação Leo Nemaeus, é uma referência ao primeiro dos doze trabalhos de Hércules, herói da mitologia grega cujo primeiro trabalho foi matar o Leão da Neméia (Leo Nemaeus em latim).

Segurança

Jovens se perdem em trilha e equipes da Polícia Civil fazem resgate com helicóptero em SC

Na tarde de quarta-feira (14), os jovens foram realizar uma trilha, mas acabaram se perdendo e avançando para dentro da mata

Segurança

Vizinho chama polícia por causa de gemidos de casal durante o sexo

De acordo com ele, sons de socos nas paredes e gemidos vindos da casa ao lado são ouvidos com frequência

Segurança

Suspeito de matar duas pessoas, adolescente de 17 anos é detido pela Polícia Civil

A Polícia Civil elucidou o homicídio de um adolescente de 17 anos, em Chapecó. O suspeito também é um adolescente de 17 anos, que se encontra apreendido. O caso foi investigado e esclarecido pela Divisão […]

Segurança

Drogas e armas são apreendidas em operação da Polícia Civil e Militar no Oeste de SC

Foram presos dois homens de 20 anos e 49 anos, autuados em flagrante por tráfico

Mais notícias

Utilidade Pública

Procon de São José atende com agendamento prévio

A medida é necessária para evitar aglomeração de pessoas, sendo que o atendimento deve ser marcado pelo Whatsapp (48) 98477-7790

Utilidade Pública

Sala Lilás para acolhimento de mulheres vítimas de violência doméstica é instalada em Penha

O delegado de Polícia Civil de Penha, Dr. Farah apresentou o espaço que será disponibilizado para a instalação da sala que será na sede da delegacia.

coronavirus

Mais 220 mil doses de vacina chegam em SC nesta sexta-feira

A carga seguiu escoltada por policiais até o depósito de frios da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, em São José, de onde será distribuída para as regionais de saúde do estado ainda na manhã desta sexta.