keyboard_backspace

Página Inicial

economia

Santa Catarina cria quase 34 mil empregos formais em fevereiro, de acordo com o Caged

Em fevereiro, os municípios catarinenses que obtiveram os melhores resultados para o mercado de trabalho foram Blumenau (3.427), Joinville (2.981) e Itajaí (1.748).

X
Secom/Divulgação

Santa Catarina abriu 33.994 vagas formais de trabalho em fevereiro de 2021, resultado de 132.831 admissões e 98.837 demissões no Estado, um aumento de 95% em relação ao mesmo mês de 2020, que registrou um saldo de 17.395 empregos. É o quarto melhor desempenho do país em volume de carteiras assinadas. O balanço foi divulgado nesta terça-feira (30), pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

Os números de fevereiro foram os melhores do ano com crescimento de 3,9% em relação a janeiro, que teve 32.694 vagas criadas. O resultado também representa mais de 8% dos 401.639 empregos gerados em todo o território nacional no mês passado.

“Com um aumento de 95% de empregos formais, em relação ao mesmo período de 2020, Santa Catarina mostra sua força produtiva diante do cenário nacional. A manutenção do emprego é peça chave no enfrentamento deste período e representa a força que faz a roda da economia girar. É fundamental trabalharmos de maneira justa, pela saúde das pessoas e pelas oportunidades no mercado de trabalho. Assim, seguiremos adiante rumo a retomada pós pandemia”, avalia o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon.

Em termos relativos, Santa Catarina ampliou em 3,09% o estoque de trabalhadores com carteira assinada nos últimos dois meses, o segundo maior crescimento relativo entre os estados e acima da média nacional, cuja ampliação foi de 1,68%.

Atividades econômicas
A alta na criação de vagas de emprego com carteira assinada no estado foi impulsionada em fevereiro pela Construção, com a criação de 2.389 postos, uma variação de 2,04%.

Em números absolutos, as atividades de serviços foram o grande destaque, com a criação de 14.883 postos, com uma variação de 1,81%. O resultado foi puxado, principalmente, por setores como administração pública (3.499), educação (2.481), saúde (1.159) e atividades de limpeza (1.473).

Na indústria, que também apresentou excelente desempenho com a segunda maior variação (1,92%) entre os grandes grupamentos, os subsetores que mais contribuíram foram a confecção de artigos do vestuário (3.236), produtos têxteis (1.466) e produtos alimentícios (1.394).

Municípios
Em fevereiro, os municípios catarinenses que obtiveram os melhores resultados para o mercado de trabalho foram Blumenau (3.427), Joinville (2.981) e Itajaí (1.748).

Fonte: Clicsc

economia

Sine de Santa Catarina oferece mais de 4,6 mil vagas de emprego nesta semana

As oportunidades estão espalhadas em diversas áreas, em mais de 50 unidades instaladas em SC

economia

Exportações de carne suína em SC batem novo recorde em março

Em março, o estado embarcou 55,7 mil toneladas do produto, 36,6% a mais do que em fevereiro. Na comparação com o mesmo período de 2020, o aumento é de 48%.

economia

SINE de Itapema está com 30 novas vagas de emprego

Por conta das medidas de prevenção ao coronavírus, os interessados podem agendar as entrevistas diretamente com as empresas, pelo site empregabrasil.mte.gov.br ou baixe o aplicativo SINE Fácil

economia

Setor de serviços em Santa Catarina tem alta de 9,9% em fevereiro

O volume de serviços em SC no acumulado de janeiro e fevereiro teve crescimento de 7,5%, o maior entre as 27 Unidades da Federação.

economia

Programa Juro Zero bate recorde histórico em número de operações no Estado

O dado também representa um aumento de 47,8 % se comparado com o mesmo período do ano anterior, que fechou o mês com 1.018 operações.

Mais notícias

coronavirus

Polícia investiga empresa por fraude em oferta de vacina

Entre os municípios que receberam oferta da empresa, sediada em Recife, estão Duque de Caxias e Barra do Piraí, no Rio; e Porto Velho, em Rondônia.

Geral

Queda da cabeceira de ponte causa transtornos no trânsito, no abastecimento de água e no gás natural em Brusque

Nenhuma pessoa ficou ferida e os ocupantes conseguiram sair dos veículos após o desmoronamento.