keyboard_backspace

Página Inicial

Coluna Pelo Estado

Serviços do Governo do Estado poderão ser digitalizados

Leia os bastidores da política de Santa Catarina na Coluna Pelo Estado de hoje

X
Divulgação

Uma das principais metas de gestão do governador Carlos Moisés está perto de se tornar realidade. Até o fim do ano, todos os serviços que podem ser prestados pelo Governo de Santa Catarina de modo digital, ou seja, que podem ser acessados pelo cidadão por meio dos celulares ou computadores, estarão digitalizados. O processo foi iniciado nos primeiros meses do governo, em 2019. Já no primeiro semestre daquele ano aconteceu a transição dos processos internos para o formato digital, com a implementação do projeto Governo Sem Papel.

Em seguida foi lançado o portal SC.GOV.BR, que reúne todas as iniciativas para tornar a prestação de serviços mais simples e sem burocracia. Por meio da Diretoria de Tecnologia e Inovação (Diti) da Secretaria de Estado da Administração (SEA), tudo que está listado na Carta de Serviços ao cidadão foi revisado. Dos 334 serviços digitalizáveis, 76% já são oferecidos de forma digital, restando 99 a serem transformados até o fim do ano.

Equipes denominadas Células de Digitalização foram criadas para trabalhar nos próprios órgãos responsáveis por cada um desses serviços, contando com o apoio técnico do Centro de Informática e Automação do Estado de Santa Catarina (Ciasc). O trabalho de digitalização estadual tem sido realizado com a importante parceria do GOV.BR.

A plataforma digital do governo federal brasileiro tem sido aproveitada pelo Governo SC, em especial para a identificação e reconhecimento do cidadão. Por meio do portal do Governo Federal, garante-se a autenticidade do acesso do interessado na prestação do serviço. Já são mais de 4 milhões de catarinenses com a sua conta GOV.BR. “Até o final do ano, todo o serviço prestado pelo Governo do Estado que pode ser realizado por meio digital será oferecido dessa forma ao cidadão catarinense”, explica o secretário de Estado da Administração de Santa Catarina, Jorge Eduardo Tasca.

Viaduto Itajaí-Brusque

A Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade anunciou esta semana o investimento de R$ 35 milhões para a construção do viaduto entre a Rodovia Antonio Heil (SC-486) e a BR-101, principal ligação entre as cidades de Itajaí e Brusque. Atualmente, a região sofre com engarrafamentos crônicos, tanto para quem chega em Itajaí quanto para quem se desloca em direção a Brusque. A construção do viaduto faz parte do projeto de duplicação da Antônio Heil, concluída em 2020. Na última terça-feira, 14, foi assinada a ordem de serviço para os trabalhos, com prazo de conclusão de 18 meses.

Fiesc (1)

A Escola de Negócios da Fiesc está ampliando a parceria com a Nova School of Business, faculdade de economia de Lisboa (Portugal), considerada uma das maiores referências mundiais. Além de desenvolver soluções na área de educação executiva, como programas Master of Business Administration (MBA) e Master in Business Reinvention (MBR), a cooperação entre as entidades resultará na extensão das duas escolas de negócio em ambos os continentes. A formalização da cooperação entre as entidades ocorre em setembro.

Fiesc (2)

Para consolidar-se e dar robustez à formação de lideranças, a Federação das Indústrias lançou a Escola de Negócios Fiesc, que deve abrir as portas no segundo semestre. A iniciativa conta com investimentos de R$ 15 milhões e ocupará o primeiro andar da sede da entidade, em Florianópolis. A escola é uma comunidade de aprendizagem de ‘empresários para empresários’, com o objetivo de recriar e viabilizar negócios, atraindo e retendo capital e talentos, por meio de parcerias com especialistas e escolas internacionais de negócios.

Câncer

Os deputados estaduais aprovaram porm unanimidade o projeto de lei (PL) que permite o repasse de recursos do Fundo Estadual de Saúde às redes femininas de combate ao câncer dos municípios catarinenses. O PL 17/2022, de autoria da deputada Ada de Luca (MDB), permite os repasses serão feitos por meio de convênio, estando restritos às unidades da rede feminina legalmente constituídas e detentoras de declaração de utilidade pública. Atualmente, 71 municípios contam com a rede, com quase 4 mil voluntárias, responsáveis por 100 mil atendimentos ao ano.

Fonte: Clicsc

Coluna Pelo Estado

Confiança do industrial catarinense bate recorde em 2022

Leia os baistidores da política de Santa Catarina na Coluna Pelo Estado de hoje

Coluna Pelo Estado

Saúde intensifica ações para acelerar cirurgias eletivas

Leia os bastidores da política de Santa Catarina na Coluna Pelo Estado desta terça-feira (21)

Coluna Pelo Estado

Saiba dos bastidores da política de SC na Coluna Pelo Estado desta sexta-feira (10)

Coluna Pelo Estado

Saúde intensifica combate às doenças respiratórias

Leia os bastidores da política de Santa Catarina na coluna Pelo Estado de hoje

Mais notícias

Segurança

Morte de bebê de cinco meses em Criciúma é investigada pela Polícia Civil

O óbito ocorreu dentro de casa na noite de sexta-feira (24)

Geral

Familiares se despedem do jornalista Dom Phillips em Niterói

Família disse que seguirá atenta aos desdobramentos das investigações