keyboard_backspace

Página Inicial

Saúde

Subvariantes mais transmissíveis da Ômicron são identificadas pela Fiocruz

Os dados são computados semanalmente

X

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificou, por análise genômica, a substituição da linhagem BA.1 da covid-19 pela linhagem BA.2 nas amostras analisadas entre 20 de maio e 2 de junho. Ambas são subvariantes da Ômicron. Além disso, a Fiocruz identificou, no período, o aumento na detecção entre os meses de maio e junho das linhagens BA.4, BA.5 e BA.2.12.1, que têm características genômicas que podem levar a uma maior transmissibilidade viral.

Os dados são computados semanalmente na Rede de Plataformas Tecnológicas com a obtenção de dados da Plataforma EpiCoV da Global Initiative on Sharing All Influenza Data (Gisaid), uma plataforma internacional para compartilhamento de dados genômicos dos vírus de influenza e Sars-CoV-2.

A atualização da Rede Genômica Fiocruz mostra a caracterização genômica de sete casos confirmados por RT-PCR de coinfecção pelos vírus Sars-CoV-2 e influenza e ainda 69 casos de reinfecção, 48 dos quais associados à reinfecção pela Ômicron.

A variante BA.1 foi a responsável pelo surto da covid no país ocorrido entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022. A BA.2 têm ganhado espaço não apenas no Brasil como em outros países. As cepas BA.4 e BA.5 parecem se espalhar ainda mais rápido do que as mutações anteriores da Ômicron.

A Rede Genômica Fiocruz já produziu e enviou para as vigilâncias e laboratórios estaduais um total de 709 relatórios, que continham 45.657 genomas. O trabalho é feito pelo Laboratório de Vírus Respiratórios e Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), no Rio de Janeiro, e os laboratórios integrantes da Rede Genômica Fiocruz em outros sete estados: Amazonas, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Piauí, Paraná e Pernambuco. Esses oito centros de monitoramento atendem aos 26 estados e ao Distrito Federal.

Até o momento, a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu dez variantes de monitoramento prioritário, classificadas em quatro categorias: variantes de preocupação (VOC), variantes de interesse (VOI), variantes sob monitoramento (VUM) e linhagens de variantes de preocupação sob monitoramento (VOC-LUM). Estão em circulação apenas as VOCs Ômicron e Delta.

Fonte: Clicsc

Saúde

Cuidados contra doenças respiratórias no inverno são reforçados pelo município de Itajaí

Unidades de saúde devem ser procuradas em casos leves, já as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) atendem casos moderados e graves

Saúde

SC tem seis casos suspeitos de hepatite infantil misteriosa

A Dive/SC não deu detalhes sobre o sexo, a idade e a cidade dos casos suspeitos

Saúde

Secretaria de Saúde de BC estende horário de vacinação no posto Central

É necessário apresentar documento com foto e carteira de vacinação, para que o profissional de saúde verifique quais vacinas devem ser aplicadas

Saúde

Horário de vacinação no Posto Central é estendido pela Secretaria de Saúde de BC

Contra a gripe, estão aptos a imunização a população em geral, exceto bebês até seis meses de idade

Saúde

SC é o 2º Estado do Brasil com mais morte de dengue

Foram contabilizados 585 mortes desde janeiro até o dia 20 de junho

Mais notícias

Política

Presidente da Caixa será exonerado por Bolsonaro após denúncias de assédio

Bolsonaro disse a Pedro Guimarães que denúncias de assédio são ‘inadmissíveis’, segundo aliados

Geral

Pais pedem que professora do jardim de infância seja demitida: ‘Seu corpo distrai os alunos’

As ‘curvas’ do corpo de uma professora de artes estão incomodando pais de alunos