keyboard_backspace

Página Inicial

Sem categoria

Último final de semana do ano terá chuva forte, ressaca no litoral e ventos de até 70km/h

O último final de semana do ano será de chuva forte, ventos de até 70 km/h e ressaca no litoral. O Ciram/Epagri emitiu dois alertas nesta sexta-feira. Um sistema de baixa entre o litoral paulista […]

O último final de semana do ano será de chuva forte, ventos de até 70 km/h e ressaca no litoral. O Ciram/Epagri emitiu dois alertas nesta sexta-feira. Um sistema de baixa entre o litoral paulista e o norte de Santa Catarina provoca volumes elevados de chuva. Há possibilidade de acumulo de 80 a 100 milímetros na Grande Florianópolis, Vale do Itajaí, Planalto Norte e Litoral Norte. Essa condição é válida para todo o sábado.

O segundo alerta é para a condição de ressaca no litoral, entre a Grande Florianópolis e o Litoral Norte, além de áreas mais afastadas da costa. A previsão é de rajadas de leste a sudeste entre 50 e 70 km/h. As ondas de leste podem ter picos de 2.5m a 3.0m e mar agitado e risco de ressaca. 

 

 

 

 

 

_________________________________________________________________

Recomendações da Defesa Civil SC:

Alagamentos: Evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas e cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Tempestades com descargas elétricas (raios), ventos fortes e granizo: Proteja-se em local abrigado, longe de placas, de árvores, de postes de energia e de objetos que podem ser arremessados. Se não encontrar um abrigo, agache-se com os pés juntos, com a cabeça encostada em seu peito ou entre os joelhos e as mãos cobrindo suas orelhas ou apoiadas em seus joelhos. Se estiver na praia, jamais fique na água. Não olhe para o raio. Se estiver em casa ou qualquer outro local abrigado, desligue os aparelhos eletrônicos, não use o telefone, fique longe das janelas e lembre-se, o banheiro em alvenaria é o melhor local durante uma tempestade!

Enxurradas: Não fique próximo às margens de rios e ribeirões, principalmente em regiões de relevo acentuado, montanhoso e pequenos vales, pois muitas vezes há temporais intensos sobre os topos e cabeceiras, gerando repentinamente grande quantidade de água num curto espaço de tempo. Este tipo de evento adverso apresenta grande poder destrutivo, podendo arrastar veículos, pessoas, animais e mobílias por vários quilômetros. A força das águas pode ainda provocar o rolamento de blocos de pedras, arrancar árvores, destruir edificações e causar deslizamentos de terra nas margens.

Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros no número 193.

Mais notícias

Utilidade Pública

Procon de São José atende com agendamento prévio

A medida é necessária para evitar aglomeração de pessoas, sendo que o atendimento deve ser marcado pelo Whatsapp (48) 98477-7790

economia

Consumo de gás natural em Santa Catarina cresceu 8,5% em março

Entre os setores que utilizam gás natural, o destaque no consumo foi a indústria

Cidades

Audiência Pública discute LDO e PPA em Porto Belo

A Lei de Diretrizes Orçamentárias, - LDO, estabelece as metas e prioridades da Administração Pública para o exercício financeiro seguinte, orientando a elaboração e execução do Orçamento