keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Vídeo: Guardas municipais agridem vendedor de doces em Itajaí e geram revolta; sindicância irá apurar o caro

O Município de Itajaí, por meio da Secretaria Municipal de Segurança, vai instaurar sindicância para apurar, junto às testemunhas e aos agentes da GM envolvidos, as circunstâncias da abordagem

X
Reprodução

Na última segunda-feira (13), no calçadão Hercílio Luz, em Itajaí, uma confusão generalizada foi registrada envolvendo a Guarda Municipal da cidade, um ambulante e pessoas que transitavam pelo local. A maneira como a GM tratou o ambulante gerou polêmica e denúncias de quem assistiu a cena e de usuários das redes sociais.

Segundo informações, o homem vendia doces para ajudar a sustentar a filha deficiente, quando os agentes chegaram afirmando que ele não poderia realizar aquela atividade. Porém, informaram as testemunhas, os guardas arrancaram o suporte de isopor com os doces da mão do vendedor, quebraram o objeto e ainda enforcaram e agrediram o homem.

Um vídeo mostra os guardas agredindo o vendedor, jogando-o no chão, chutando, enforcando e, no final, colocando-o dentro da viatura. As pessoas em volta gritam em protesto, mas, mesmo na frente de todos, as agressões continuam.

Os guardas ainda teriam descido com armas e também jogado spray de pimenta no rosto da população que filmava a cena.

Município de Itajaí vai instaurar sindicância para apurar abordagem a ambulante

O Município de Itajaí, por meio da Secretaria Municipal de Segurança, vai instaurar sindicância para apurar, junto às testemunhas e aos agentes da GM envolvidos, as circunstâncias da abordagem.

O procedimento administrativo será conduzido pela Corregedoria da Secretaria de Segurança, composta por servidores não ligados à Guarda Municipal. O Município reforça ainda que oferece qualificação aos guardas municipais para agir dentro da legalidade, usando técnicas policiais adequadas para proteger o patrimônio público e garantir a ordem e a segurança da população.

De acordo com o relatório da ocorrência, por volta das 15h30 a GM foi acionada para prestar apoio aos fiscais da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (SEDUH), que estavam sendo ameaçados por um vendedor ambulante.

Quando o homem foi localizado, não acatou às ordens dos fiscais, tentou fugir e foi contido pelos guardas municipais. Durante o procedimento, o ambulante derrubou um dos agentes e foi necessário uso de força física para contê-lo e evitar riscos à guarnição e ao abordado.

Ainda segundo o relatório, pessoas que estavam acompanhando a abordagem investiram contra os guardas, atirando objetos e gritando palavras de baixo calão. Considerando o grande número de pessoas que estava no local da abordagem (cerca de 100) foram necessárias mais viaturas da GM para realizar os procedimentos.

Após a situação, o ambulante e um guarda receberam atendimento médico e o vendedor foi encaminhado à Delegacia de Polícia, em Balneário Camboriú, para medidas cabíveis.

Fonte: Clicsc

Segurança

Jovem grávida esmagada por contêiner em Brusque; Caminhoneiro foi condenado pela Justiça

Motorista de caminhão foi condenado por homicídio culposo, quando não há intensão de matar

Segurança

Esposa e amante são condenados por matarem homem com golpes de faca, foice, pedra e martelo em SC

Após mais de 12 horas de julgamento, os jurados, que formam o Conselho de Sentença, condenaram os réus por homicídio

Segurança

Filho encontra pote com pênis decepado no jardim na casa da mãe

Rapaz, que é jardineiro, cuidava do jardim da residência quando achou o objeto no chão

Segurança

Idoso morre aos 74 anos em acidente com trator

Um homem idoso de 74 anos morreu em um acidente com trator na cidade de Petrolândia nesta quinta-feira (16). O homem trabalhava com o trator quando o veículo tombou. Rainvaldo Krause, de 74 anos, sofreu […]

Mais notícias

Geral

Defesa Civil emite alerta de temporais e descargas elétricas neste sábado em Santa Catarina

A tempestade surge da combinação de umidade e temperaturas elevadas

coronavirus

Vacinação em SC: Estado começa a distribuir doses para reforço em pessoas com alto grau de imunossupressão

Elas serão usadas para o início da aplicação da dose de reforço nas pessoas com alto grau de imunossupressão, com esquema vacinal completo a mais de 28 dias