keyboard_backspace

Página Inicial

Cidades

Violência contra o idoso cresceu com a pandemia e pode dar novo salto em 2021

Alerta foi feito nesta quinta-feira (17) durante Roda de Conversa entre os vereadores de São José , representantes de entidades e do município

X

Os casos de violência contra a pessoa idosa em São José quase dobraram entre 2019 e 2020, durante os primeiros 12 meses da pandemia do coronavírus e podem dar um novo salto em 2021. O alerta foi feito nesta quinta-feira (17) pelas lideranças que participaram de Roda de Conversa promovida pela Câmara de Vereadores.

Em 2020 os casos de negligência e violência física, psicológica e sexual, segundo dados da Secretaria Municipal de Assistência Social, saltaram para 198. Eram 108 em 2019, quando houve queda em relação a 2018 (124 casos). Os idosos, por serem o público mais sensível ao ataque do coronavírus, ainda foram os que mais se isolaram e até hoje estão com pouco acesso à programas públicos e eventos de lazer e saúde. Até 2019 esses programas e eventos eram, muitas vezes, a única oportunidade para se relacionarem com outras pessoas, para se movimentarem e terem acesso a uma série de outros benefícios. Em casa, ainda ficaram à mercê de golpes por telefone, que também cresceram e até da chamada violência financeira, que é quando familiares retiram deles o acesso aos seus recursos financeiros, aposentadorias, poupanças e contas bancárias.

O que mais preocupa as autoridades é que o problema continua. Em 2021 já foram registrados 148 casos em seis meses, segundo Marla Sacco Martins, diretora da Secretaria de Assistência Social, representante do município no encontro. De acordo com ela, mantido o mesmo ritmo os casos de violência e abuso contra a pessoa idosa podem dobrar novamente. “É importante discutir essa questão aqui na Câmara para que sejam pensadas novas políticas em defesa do idoso”, destacou. Ela lembrou que hoje o município de São José tem 42 casos em atendimento. Destes, 41% envolvem negligência, 27% violência propriamente dita e 30% violência psicológica. 1,89% envolvem violência sexual.

“O aumento da violência contra a pessoa idosa é uma realidade e não podemos deixar de discutir esse assunto e alertar a nossa sociedade”, destacou a presidente da Casa, vereadora Méri Hang. Ele garantiu que as portas da Câmara estão abertas para a discussão de propostas, benefícios e necessidades para a pessoa idosa.

Além da diretora da Secretaria de Assistência Social, também participaram do encontro vereadores,  a professora aposentada, Claudete Ogibovki, a coordenadora da Pastoral da Pessoa Idosa e Titular do Conselho Estadual do Idoso, Patrícia Klein e o representante do Conselho Municipal do Idoso, Antonino Souza.

Fonte: Clicsc

Cidades

Mutirão de especialidades médicas para crianças neste sábado no Posto de Atenção Infantil em BC

Ação da saúde tem ainda como objetivo a prevenção de patologias virais em crianças, como as hepatites

Cidades

Vereadores propõem audiência pública sobre a maternidade de Tijucas

Audiência deverá ser agendada de acordo com o calendário da Câmara Municipal de Tijucas

Cidades

Alargamento da praia: Linhas de tubos começam a ser levadas para o mar em Balneário Camboriú

Começou nesta quarta-feira (21), em Balneário Camboriú, mais uma etapa da obra de recuperação da faixa de areia da Praia Central. Nesta etapa, as linhas de tubos soldados que ligarão à praia à draga começam […]

Cidades

Tubarão ganha unidade da Farmácia SempreFort

A 8ª farmácia do Grupo Pereira abriu ao público nesta quarta-feira (21); bandeira farmacêutica inaugura outras 12 lojas ainda neste ano

Cidades

Estudantes de Itapema recriam etapas do surgimento da escrita

O levantamento resultou na construção de duas cavernas demonstrando a cronologia

Mais notícias