keyboard_backspace

Página Inicial

Segurança

Vizinha relembra imagem chocante após padrasto matar enteada em Itajaí

Garota teria, inclusive, dado um abraço no padrasto pouco antes de ser brutalmente assassinada por ele

X

Cena de horror. Assim uma vizinha da menina assassinada pelo padrasto em Itajaí relata o que viu após o crime. Gritos vindos da casa ao lado, no final de uma rua sem saída, chamaram atenção dela e do marido no começo da noite desta segunda-feira (30). Ao chegar no local, descreve uma imagem chocante.

A mulher, que prefere não se identificar, disse que viu Marciel Medeiros passar correndo logo após ouvir a briga. Ela chegou a perguntar o que havia acontecido, mas o homem não respondeu e saiu em fuga.

Ele foi morto horas depois.

Ao conferir se estava tudo bem na casa, presenciou o irmão da menina de sete anos com ela no colo e enrolada em um pano. Aos prantos, a vizinha relata uma noite em claro após o que viu.

A mãe da menina, ainda de acordo com moradores do entorno, repetia sem parar que o marido havia matado a filha. A garota teria, inclusive, dado um abraço no padrasto pouco antes de ser brutalmente assassinada por ele. A mãe tentou protegê-la e teve ferimentos pelo corpo.

O mesmo aconteceu com o irmão adolescente que ouviu os gritos da mãe, impediu que o padrasto fugisse de moto e também foi machucado. Para os vizinhos o suspeito era um trabalhador, homem prestativo, sempre pronto para ajudar. Mas, para a família a situação era outra.

A mãe dele, antes vizinha, se mudou após ser ameaçada de morte pelo filho. Mais tarde teria ido ao novo endereço dela e quebrado todos os pertences, relatam conhecidos da família. Por fim a mãe foi para mais longe do filho, na tentativa de se proteger.

Marciel Ribeiro não aceitava o fim do relacionamento com a mãe da vítima e, por isso, teria degolado a enteada de sete anos nesta segunda-feira (30), segundo a Polícia Militar. Ainda de acordo a polícia, o padrasto teria cortado os dedos do outro filho da mulher, de 16 anos. O adolescente recebeu atendimento médico e foi liberado.

O homem chegou a fugir do local e foi flagrado por câmeras de segurança deixando a casa em que aconteceu o crime. Mais tarde, ele foi encontrado na Rua Pedro Reis, cruzamento com a José Balduíno, e resistiu à prisão. Segundo a Guarda Municipal, ele tentou atacar os agentes com uma faca e acabou baleado em confronto.

Ele morreu no local. A prefeitura informou que o suspeito é servidor da Secretaria Municipal de Saúde desde 2007.

Itajaí lamenta o crime

Em nota, o município de Itajaí lamentou a morte da menina, que estudava na Escola Básica José Potter, do bairro Espinheiros. “Será lembrada por todos, colegas, professores e demais funcionários da unidade, como uma menina meiga, carinhosa, inteligente e muito simpática”, diz a publicação.

A Unidade Básica de Saúde São Roque, onde a mãe da menina trabalha, permanece fechada nesta terça-feira (31) em luto pela morte da criança. Os atendimentos serão retomados na quarta-feira (1º)

Fonte: Clicsc

Segurança

Homem descumpre medida protetiva contra ex-mulher e acaba preso em Gaspar

Ela possuía medida protetiva de afastamento e proibição de manter contato desde o ano passado

Segurança

Polícia apreende 400 mil maços de cigarros contrabandeados em Chapecó

O veículo, a mercadoria e o condutor foram entregues na Polícia Federal

Segurança

Menino de 13 anos morre após ser brutalmente espancado na saída de escola

Garoto tinha problemas de saúde, sofria convulsões e teria passado mal após a briga

Segurança

Começa nova etapa da remoção de veículos apreendidos em São José

Os trabalhos são realizados na Central de Plantão Policial (CPP/PCSC) de São José

Segurança

Justiça condena motorista de aplicativo que violentou estudante em Florianópolis

No trajeto motorista se aproveitou do da vítima que estava embriagada para tocar suas partes íntimas

Mais notícias

Geral

Âncora da CNN comete gafe e fala palavrão ao vivo; Veja o vídeo

Internautas não perdoaram e vídeo viralizou na web

Segurança

Homem descumpre medida protetiva contra ex-mulher e acaba preso em Gaspar

Ela possuía medida protetiva de afastamento e proibição de manter contato desde o ano passado